AFP PHOTO / STEPHEN MATUREN
AFP PHOTO / STEPHEN MATUREN

Academia Sueca desiste de tentar contato direto com Bob Dylan

Cantor e compositor levou o Prêmio Nobel de Literatura, mas ainda não fez nenhuma manifestação pública sobre o tema

EFE

17 Outubro 2016 | 13h05

COPENHAGEN - A Academia Sueca desistiu de se comunicar diretamente com Bob Dylan, que foi distinguido com o Prêmio Nobel de Literatura desde ano, depois de quatro dias tentando entrar em contato sem êxito.

Assim disse a secretária permanente da Academia, Sara Danius, para a emissora pública Rádio da Suécia. Os representantes de Estocolmo falaram com o agente do músico e outras pessoas de seu entorno, mas não puderam falar com Dylan, que também ainda não fez nenhuma declaração pública nos últimos dias, apesar de estar fazendo shows regularmente.

Danius assegurou não estar preocupada, embora ainda não se saiba se o músico aceitará o prêmio ou se comparecerá à cerimônia de premiação no dia 10 de dezembro.

"Tenho um pressentimento de que Bob Dylan pode vir", disse. "Posso estar errada, e claro que seria uma pena se ele não viesse, mas em qualquer caso a distinção é dele e não podemos nos responsabilizar pelo que acontecerá agora. Se não quer vir, não virá, será uma festa igualmente grande."

Apenas duas pessoas recusaram o Nobel de Literatura em mais de 100 anos de história: o escritor russo Boris Pasternak, em 1958, forçado pelas autoridades soviéticas; e o francês Jean Paul Sartre, em 1964, por sua política pessoal de recusar qualquer tipo de premiação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.