Um mundo de sombras e perigosas mulheres fatais

Até Anthony Mann, famoso por seus heróis de westerns, subverte ao criar embate conduzido do ângulo feminino

O Estado de S.Paulo

21 Setembro 2014 | 02h07

John Huston (Relíquia Macabra), Otto Preminger (Laura), Billy Wilder (Pacto de Sangue) e Howard Hawks (À Beira do Abismo) são reputados como mestres do noir por esses grandes filmes dos anos 1940. Numa cena de Pacto de Sangue, Barbara Stanwyck, a mulher fatal, e Fred MacMurray, o otário que ela vai arrastar ao crime, encontram-se no mercado e Wilder os enquadra sob uma tabuleta que diz - More for less, Mais por menos. É uma propaganda, indicando que a casa oferece mais por menos preço. Mas é também uma boa definição para o noir. Na contracorrente do minimalismo, no noir, mais é menos.

Fred MacMurray chega a dizer que tudo o que fez foi pela mulher e o dinheiro, mas perde os dois. O relato na primeira pessoa é típico do noir e o otário, um personagem referencial. A Morte Num Beijo, com base numa história de Mickey Spillane, é super noir. Ralph Meeker faz o detetive Mike Hammer, que socorre mulher numa estrada deserta e ambos são perseguidos (e lançados num penhasco). Ele sobrevive para investigar e descobre que carrega a caixa de Pandora. Filmado com urgência, em locações, A Morte Num Beijo foi fundamental para os jovens diretores da nouvelle vague francesa. Cahiers du Cinéma sempre considerou o filme 'obra-prima absoluta'.

Jacques Tourneur, filho do também diretor Maurice Tourneur, pode ter sido um cineasta irregular, mas fez o definitivo filme noir. Fuga do Passado tem todos os elementos emblemáticos do gênero, a começar pela mulher fatal que envolve o herói (Robert Mitchum) numa trama sem volta. O curioso é que Jane Greer nunca foi uma atriz importante, mas seu papel aqui é um modelo de sedução e perversidade. E o diálogo não poderia ser mais 'hardboiled'. Incisivo, direto, brilhante.

Otto Preminger sempre gostou de mulheres ambivalentes e fatais, como a Laura de Gene Tierney. Gene e Dana Andrews, o detetive do outro filme, voltam em Passos da Noite e ele agora é um tira brutal que comete um assassinato durante investigação. Andrews tenta encobrir o fato, mas sua situação se torna cada vez mais insustentável. Em Anjo do Mal, de Sam Fuller, o batedor de carteiras Richard Widmark rouba, inadvertidamente, segredos militares e vira alvo de caçada. No mundo filmado por Fuller, não existem heróis nem traidores, somente sobreviventes.

Em Cúmplice das Sombras, Joseph Losey mostra Van Heflin como tira corrupto que seduz mulher casada e se envolve numa espiral de violência. Anthony Mann, autor da memorável série de westerns com James Stewart, subverte o próprio relato ao contar a história de Entre Dois Fogos do ângulo da mulher. Claire Trevor ajuda o amante a fugir da cadeia, mas Dennis O'Keefe a trai e o embate passa a ser entre as duas mulheres. Os extras incluem depoimento de Fuller e o final alternativo de A Morte Num Beijo. A Versátil só deve agora Curva do Destino/Detour, de Edgar G. Ulmer, de 1946, e Mortalmente Perigosa/Gun Crazy, de Joseph H. Lewis, de 1949. É o que falta para completar tudo o que é preciso saber sobre o noir. / L.C.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.