TV Cultura abre precedente ao ocupar melhor vaga na TV digital

Aquele que chegar primeiro senta na janelinha: é mais ou menos essa a regra (ou a falta dela) que tem determinado a escolha dos próprios canais para o espectro que cada um ocupará na TV digital. Enquanto a Globo passa a operar num canal virtual de número 5.1 em São Paulo, respeitando o número 5 de sua presença no line up analógico, a Record também prepara sua entrada para o 7.1 e o SBT, para o 4.1. Mas, se é vantagem para os canais de maior audiência que o público os encontre logo ali, na vizinhança de seus números convencionais, quem não tem muito a perder prefere se valer do espaço livre para escolher frequências mais movimentadas.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

22 Maio 2015 | 02h07

É o caso da TV Cultura, que sempre foi canal 2 e acaba de mudar sua opção digital do 2.1 para o canal 6, que era vago, o que a coloca entre os dois canais de maior audiência do line up digital em São Paulo. Pela transmissão digital, quem zapear entre Globo e Record terá de passar pela TV pública estadual paulista. Já a TV Brasil, ligada ao governo federal, continua no 63.1, onde muita gente já desiste antes de chegar. Vendo o caso da Cultura, outros canais menos favorecidos pelo line up começam a se movimentar, o que já incomoda quem antes se avizinhava das sintonias mais vistas. A TVT, TV dos Trabalhadores, se ocupou do canal 8.

Os novos números são virtuais e servem para preparar o País para o fim do sistema analógico ? as emissoras estarão operando em dois números, até que o Brasil seja 100% digital. Esses números não valem para quem tem TV paga, na qual cada operadora determina a ordem das emissoras.

José Luiz Datena foi sondado novamente por um partido político para se candidatar à prefeitura de São Paulo. E disse "não".

A Endemol Brasil é o destino mais cotado para Juliana Algañaraz, que deixou a produtora no ano passado para ser CEO do Porta dos Fundos ? parceria rompida por falta de sintonia. Deverá se ocupar de América Latina.

15 pontos foi a audiência da Globo com Sport Recife X Santos em São Paulo ? 10 pontos a menos que a média do futebol da emissora nas noites de quarta em 2015.

Já a Fox Sports chegou a ultrapassar a Globo, entre quem tem TV paga, durante alguns minutos de Cruzeiro X São Paulo, na quarta-feira da semana passada, entre 19h30 e 21h45. Na plateia masculina de 18 a 49 anos, a audiência média foi de 3,77 pontos, com pico de 6,51 (na cobrança de pênaltis).

Born Free, documentário produzido pela Cinegroup, está em negociação com o canal Curta! O filme aborda jovens que votaram pela primeira vez em 2014 e nasceram após o apartheid, na África do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.