Semana de Moda de Moscou foge das tradições

Ao contrário de Milão ou Paris, o evento exibe criações de estilistas jovens, como Kira Plastinina, de 14 anos

Amie Ferris-Rotman, da Reuters,

30 Outubro 2007 | 12h06

Garotas com celulares cravejados de diamantes e homens de ternos Versace até mostram como os moscovitas amam o glamour, mas a semana de moda da cidade russa é bem diferente dos eventos do gênero na Europa. Ao contrário das passarelas de Milão, Paris ou Londres, a Semana de Moda de Moscou foge do tradicional, com exibição de criações de estilistas bem jovens e modelos que distribuem sorrisos para o público, e até dançam na passarela. Sediada no Gostiny Dvor, um elegante salão do século 19 perto do Kremlin, a semana de moda russa conta com 70 estilistas, quase todos nacionais, com exceção de dois, que apresentaram suas coleções de primavera-verão para a elite do país. A 14.ª edição da semana de moda da cidade acabou nesta terça-feira, 30. Kira Plastinina, 14 anos, filha do presidente-executivo de uma grande empresa russa, levou modelos vestindo shorts de plástico e de cores fortes como pink. As criações são prêt-à-porter, prontas para usar, e ficam à venda em um labirinto de butiques instaladas perto das passarelas. As roupas são vendidas por preços a partir de 80 dólares. A Semana de Moda de Moscou, que atrai pouco interesse internacional, recebeu 120 mil pessoas este ano, ante 100 mil do ano passado. Celebridades como a socialite Paris Hilton esteve no evento e presenteou Kira com um buquê de flores no final do desfile. (Por Amie Ferris-Rotman)

Mais conteúdo sobre:
moda Moscou

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.