Rita Lee e Laerte se juntam para lançar 'Storynhas'

Livro foi criado com base em mensagens enviadas pelo Twitter

Lucas Nobile - Especial para o Estado, O Estado de S. Paulo

11 Dezembro 2013 | 21h08

Nos últimos anos, a cantora e compositora Rita Lee quase não concedeu entrevistas, mas nem por isso deixou de falar com o público. A comunicação, invariavelmente, se dava por meio de posts numa rede social. Por isso, no meio jornalístico ela chegou a ser chamada de “A Louca do Twitter”. Em 2014, a artista completa 50 anos de carreira e, curiosamente, a primeira das comemorações surgiu do “lugar” onde ela atuou ultimamente muito mais do que nos palcos: o Twitter.

O primeiro festejo do cinquentenário da trajetória artística de Rita Lee é o livro Storynhas (Companhia das Letras), que reúne 76 breves histórias criadas com base em posts da cantora na rede social, com ilustrações do cartunista Laerte.

Entre as histórias criadas por Rita, há muitas fictícias, divertidas e nonsense, como ela mesma define no texto introdutório do livro. Neste grupo de minicontos estão a de Maycon Wellington, o secador de cabelo “made in brazil fabricado no Paraguay”, a de Bob Sperma, o “espermatozoide arrogante e determinado que malhava sem parar”, entre outros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.