1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Produtora de Grand Theft Auto diz que processo de Lindsay Lohan é para chamar atenção

JONATHAN STEM - REUTERS

27 Agosto 2014 | 15h 54

A Take-Two deseja o arquivamento da ação iniciada em 1º de julho e cobra que Lohan pague as custas processuais da empresa

A produtora do popular jogo de videogame Grand Theft Auto disse que o processo aberto por Lindsay Lohan acusando a empresa de se inspirar nela sem permissão para uma personagem do jogo é superficial e uma tentativa da atriz de ganhar atenção.

Em documentos tornados públicos na terça-feira em um tribunal do Estado de Nova York em Manhattan, a Take-Two Interactive Software descreveu a ação de Lohan de "tão legalmente sem mérito que carece de qualquer base de boa-fé e só pode ter sido aberta para fins publicitários".

A Take-Two deseja o arquivamento da ação iniciada em 1º de julho e cobra que Lohan pague as custas processuais da empresa.

Um advogado de Lohan não respondeu de imediato nesta quarta-feira a uma solicitação de comentário.

A atriz de 28 anos, protagonista do filme "Meninas Malvadas", acusou a Take-Two e sua unidade Rockstar Games de terem se inspirado nela para criar a personagem Lacey Jonas, do jogo "Grand Theft Auto V".

Ela disse que Jonas tem voz, imagem e roupas parecidas com as dela, e também era perseguida por paparazzi, e que "muitas pessoas" notaram a semelhança. A ação de Lohan cobra pagamento de danos não especificados.

A Take-Two alega que Jonas só tem duas semelhanças com Lohan: ser loira e jovem.

Lohan atuou em uma série de filmes de sucesso, incluindo "Operação Cupido" e "Meninas Malvadas", mas nos últimos anos tornou-se mais conhecida por problemas com a Justiça e visitas a clínicas de reabilitação.