Porta vê Monty Python antes de chegar à FOX

São esperados para breve os primeiros esquetes do Porta dos Fundos na programação da FOX. O material que inaugura a presença do grupo no canal pago ainda é aquele já acessado milhões de vezes no YouTube. A produção inédita para o canal, uma série de 13 episódios de enredo único, começa a ser pensada só no fim do ano, para ir ao ar em 2015. De todo modo, até a próxima terça-feira, a trupe não planeja nada que possa colocar em risco sua ida a Londres para ver um dos raros shows da curta temporada do Monty Python, seus ídolos, que não se apresenta há 40 anos e cujos ingressos se esgotaram em 43 segundos.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

24 Junho 2014 | 02h07

Trampolim. Na pele da gêmea Analu, Heloísa Périssé se esparrama no cenário de gente rica do seriado Segunda Dama. Acha que convenceu o marido a lhe delegar a administração da fortuna da família. E convida Kaíke (José Loreto) à sua piscina. Quinta, na Globo.

Tô chegando. O primeiro contato da AT&T com o mercado brasileiro de TV paga é cena aguardada para a próxima feira da ABTA - Associação Brasileira de TV por Assinatura -, que vai de 5 a 7 de agosto no ExpoTransamérica, em São Paulo.

Tô chegando 2. VP de relações internacionais da AT&T, Karim Lesina é presença confirmada na ABTA, segundo o site Tela Viva. A AT&T adquiriu recentemente o controle da DirecTV nos EUA, em transação que ainda depende de aprovações. No Brasil, a DirecTV responde pela Sky.

Coprodução da TV Cultura e da TV Brasil, a nova temporada de Vila Sésamo ensaiada para ser produzida especialmente no Brasil demandou uma série de negociações até que a Sesame Workshop, responsável pelo título nos EUA, concordasse com a criação de dois personagens brasileirinhos no enredo local.

A nova Vila Sésamo deve começar a ser produzida este ano para ir ao ar ainda em 2015.

O embate entre Costa Rica e Uruguai no dia 14 foi o jogo de maior audiência porcentual (e não em números absolutos, que fique claro) desta Copa, até o dia 19, na lista da pesquisa consolidada pelo Ibope em 11 países latino-americanos. Foi visto por 57% dos domicílios na própria Costa Rica.

O primeiro jogo do Brasil mobilizou 50% de audiência aqui. O segundo ficou em 48%.

A Costa Rica, diga-se, tem 719.750 domicílios e 2.508.880 indivíduos, segundo estimativas do Ibope. Três canais do país estão transmitindo o mundial.

Já o Brasil soma 21.746.000 domicílios e 64.128.590 indivíduos, o que faz de sua plateia, evidentemente, a maior da América Latina. Seis canais - dois abertos e quatro pagos - transmitem a Copa aqui.

Mais conteúdo sobre:
Cristina Padiglione

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.