Patty Ascher mostra Bacharach em ritmo de bossa nova

A cantora Patty Ascher apresenta neste fim de semana em São Paulo um show em que trará clássicos do compositor norte-americano Burt Bacharach em ritmo de bossa nova. A proposta surgiu do produtor Roberto Menescal e foi bem aceita por Ascher no seu álbum "Bacharach Bossa Club", lançado recentemente pela Albatroz Music. Foi, na verdade, uma forma de casar duas efemérides: os 80 anos de Bacharach e os 50 anos da bossa nova, a serem comemorados em 2008. ?Sem dúvida, estruturamos o projeto pensando nesses dois momentos importantes que acontecem no ano que vem?, revela a cantora. Patty Ascher arriscou para chegar a Menescal. Mandou um e-mail com música e foto, ?sem esperança de que fosse dar certo?. Uma semana depois, teve retorno. ?Ele disse que tinha adorado meu trabalho e que queria me conhecer. E aí marcamos uma reunião?, conta. Do encontro, surgiram três propostas: gravar Tom Jobim em inglês, o repertório dos The Carpenters ou Bacharach. Patty optou pela terceira. ?Escolhi ele primeiro por um gosto pessoal, eu ouvia Bacharach desde pequena. Mas também porque no ano que vem ele fará 80 anos, e queria homenagear um grande mestre que ainda está entre nós?, diz. Selecionar o repertório não foi fácil. Segundo a cantora, ela montou uma primeira lista de 50 canções. Menescal fez uma seleção, de onde ficaram metade. Juntos, o produtor e a cantora decidiram as 14 músicas que entraram no CD. Entre elas, sucessos como "I Say a Little Prayer", "A House is Not a Home" e "I´ll Never Fall in Love Again". Com Bacharach em ritmo de bossa, a cantora aporta neste final de semana em São Paulo para integrar o projeto-tributo ?Agenda Bossa Nova?, do produtor Fred Rossi, que está sendo realizado no Tom Jazz e que já teve, entre outros, shows de Carlos Lyra, Os Cariocas e Alaíde Costa. ?Tomara que a gente consiga se aproveitar dessa festa toda para divulgar ainda mais esse disco?, conta ela. Desconhecida do grande público, Patty Ascher foi semifinalista da primeira edição vocal do Prêmio Visa de MPB, em 1999. Na ocasião, a vencedora foi Mônica Salmaso. Nesses últimos anos, participou de alguns trabalhos, mais focados no público estrangeiro. Mas para a cantora esse disco é o que marca, definitivamente, sua estréia no mercado. ?Esse projeto deu um novo patamar na minha carreira?. A cantora também quer mostrar "Bossa Club" ao mundo. Para isso, vai ao Japão em dezembro e lança o disco nos Estados Unidos em janeiro e na Europa em março. Patty Ascher. Tom Jazz, Av. Angélica, 2.331, tel (11) 3255-3635. Sexta e sábado, às 22h. R$ 50,00.

PEDRO HENRIQUE FRANÇA, Agencia Estado

04 Outubro 2007 | 19h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.