Pamela Anderson protesta contra criação de peles de animais

Atriz faz apelo a presidente da Finlândia por grande número de raposas mortas

Agencia Estado

07 Junho 2025 | 16h20

A Finlândia precisa entrar no século 21 e proibir a criação de animais para a extração das peles, disse a atriz Pamela Anderson em um apelo ao presidente do país nórdico. Em carta aberta ao presidente Tarja Halonen, Pamela disse: "Tenho orgulho das minhas raízes familiares finlandesas, mas estou decepcionada de saber que mais raposas são mortas na Finlândia do que em praticamente qualquer outro lugar no mundo". Pamela, ativista dos direitos dos animais, foi à Finlândia para ver o "sol da meia-noite", fenômeno que se dá no início do verão boreal. Halonen agradeceu a ex-modelo pela carta, mas disse que cabe ao governo finlandês tomar decisões sobre a produção de peles de animais, segundo a agência local de notícias STT. A Finlândia está entre os quatro maiores produtores de peles naturais da Europa, junto com Dinamarca, Noruega e Holanda. A produção anual do país atinge o equivalente a US$ 335 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.