1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Obras de Warhol focadas em latas de sopa são reunidas em exibição na Turquia

AYLA JEAN YACKLEY - REUTERS

11 Julho 2014 | 14h 49

Uma exposição das obras mais evocativas e populares de Andy Warhol no Museu de Pera, em Istambul, retrata o gênio da pop art sob um viés pessoal.

Inaugurada pelo sobrinho dele, James Warhola, a mostra "Andy Warhol: Arte Pop para Todo Mundo" exibe 87 trabalhos do artista nascido em Pittsburgh, nos Estados Unidos, incluindo as famosas obras sobre as latinhas de sopa Campbell, criadas pela primeira vez em 1962 e revisitadas ao longo dos anos.

"Como família, nós o vimos trabalhando nas primeiras latas de sopa", disse Warhola, de 59 anos, em uma entrevista coletiva na abertura da exibição.

"Nós não entendíamos o que ele queria dizer, porque nós éramos apenas pessoas do campo em Pittsburgh, mas sabíamos que era importante. Tudo começou com as latas de sopa."

Dez trabalhos sobre as latinhas de sopa ocupam uma parede inteira na primeira sala da exibição no Pera, onde o chão é coberto por enormes letras de metal cor-de-rosa, com o nome do artista.

Warhol criou muita polêmica antes de conquistar o seu lugar como uma das figuras mais importantes da arte na segunda metade do século 20. Vinte e sete anos após a sua morte, ele é o foco de muitas exposições, como duas recentes em Nova York.

"Desde a sua morte houve tantas mostras, todos os anos, e em todas as grandes cidades do mundo. Ele nunca fez tantas exposições durante a sua vida", disse Warhola.

"Ele era um ilustrador famoso, depois um artista pop, mas, no momento da sua morte não era considerado tão importante como se tornou hoje em dia.

ARTE PARA AS MASSAS

As peças na exposição do Museu de Pera são emprestadas do Museu Zoya em Modra, na Eslováquia, o país dos pais de Warhol. O Zoya afirma ter a maior coleção de obras de Warhol na Europa central.

"Arte Pop para Todo Mundo" vai até 20 de julho e oferece uma rara oportunidade para o público ver séries do final da carreira do artista reunidas em uma única exibição.

"Ele fez um monte de séries em sua última década, em um momento em que o seu trabalho não era mais considerado de vanguarda", disse Warhola. "Agora, nos últimos anos, vemos isso sob uma perspectiva histórica e percebemos que ele ainda era inovador nos anos 80."