MORRE NO RIO, AOS 75, ZÓZIMO BULBUL

Primeiro ator negro a ter papel de destaque numa novela brasileira, Vidas em Conflito, realizada em 1969 pela extinta TV Excelsior, Zózimo Bulbul morreu ontem, aos 75 anos, no Rio, vítima de um câncer no intestino. Bulbul, que participou de filmes importantes nos anos 1960, na época do Cinema Novo, como Ganga Zumba, de Cacá Diegues, também era diretor, tendo realizado, em 1988, o filme Abolição. Militante e líder do movimento negro, o ator trabalhava nos últimos anos em oficinas para estudantes de cinema no Senegal e em Cabo Verde. Ele foi também organizador de seis edições do Encontro de Cinem a Negro Brasil, África e Caribe.

O Estado de S.Paulo

25 Janeiro 2013 | 02h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.