Morre no Rio a poeta Marly de Oliveira

Ex-mulher do escritor João Cabral de Melo Neto teve falência múltipla dos órgãos

Agencia Estado

12 Junho 2007 | 03h43

Morreu na sexta-feira, 1, aos 69 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos, a poeta Marly de Oliveira, ex-mulher do escritor e acadêmico João Cabral de Melo Neto. Marly estava internada há meses na Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro. O enterro será realizado às 17 horas no Mausoléu da Academia Brasileira de Letras, no Rio, de acordo com a assessoria de imprensa da ABL. Marly nasceu em Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo. Em 1998, venceu Prêmio Jabuti com O Mar de Permeio. De sua obra, destacam-se os livros Cerco da Primavera (1957), A Suave Pantera (1962) e O Sangue na Veia (1967).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.