Morre González, fundador da ´poesia social´ na Guatemala

Autor de mais de 40 livros de poesia, ensaio, contos e novelas vivia no México

Agencia Estado

27 Junho 2007 | 16h25

O escritor e poeta guatemalteco Otto Raúl González morreu no sábado, na capital mexicana, aos 85 anos. González, autor de mais de 40 livros de poesia, ensaio, contos e novelas morreu em sua casa, no México, onde vivia exilado desde 1954. Ele foi cremado e suas cinzas serão levadas para a Guatemala. De acordo com a última vontade do escritor, elas serão jogadas pelas águas do lago de Atitlán, localizado a 140 km a oeste da capital da Guatemala. González foi considerado o fundador da "poesia social" de seu país e suas obras foram traduzidas para dezenas de idiomas. Entre os livros de destaque estão Voz y Voto del Geranio e Brujos y Chamanes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.