Morre a musa de Ingmar Bergman

Anita Björk, musa dos filmes do diretor sueco Ingmar Bergman, morreu aos 89 anos, conforme divulgou a rádio sueca, citando a sua família. Atriz de teatro, Anita permaneceu fiel durante toda a sua vida ao Teatro Real de Estocolmo, onde se tornou conhecida nos anos 1940. Em 1951, tornou-se mundialmente célebre por sua interpretação da Senhorita Julia, em filme dirigido por Alf Sjöberg, o qual conquistou o prêmio no Festival de Cannes no mesmo ano. Bergman a dirigiu tempos depois no teatro (A Marquesa de Sade, 1989), no cinema (Quando as Mulheres Esperam, 1952) e na televisão (Na Presença de Um Palhaço, 1997). / AFP

O Estado de S.Paulo

25 Outubro 2012 | 03h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.