Divulgação
Divulgação

Marina Abramovic diz que Jay-Z não fez doação prometida, mas seu instituto desmente

Em recente entrevista, ela acusou o rapper de não ter honrado com sua parte no combinado quando ele adaptou seu trabalho em vídeo

O Estado de S. Paulo

21 Maio 2015 | 16h03

A confusão está desfeita. O Instituto Marina Abramovic (MAI) veio a público para dizer que o rapper Jay-Z fez, de fato, uma doação para a instituição. Em recente entrevista à revista Spike, a artista se disse desapontada com o músico porque ele não honrou com sua parte num acordo feito em 2013 - ela permitiria que ele adaptasse A Artista Está Presente para o vídeo de Picasso Baby e em contrapartida ele daria dinheiro para a construção de seu instituto. 

“Jay Z me usou completamente”, ela disse. Comentou, ainda, que saiu da parceria sem nada. Essa polêmica entrevista, que se tornou viral, foi feita durante sua recente passagem pelo Brasil.

A doação foi confirmada à Spike pela gravadora de Jay-Z e David Fierman, conselheiro artístico da galeria Salon 94 e que trabalhou na produção do vídeo, reafirmou a contribuição: "Jay fez mesmo uma contribuição substancial, como prometido, ao instituto. O vídeo foi feito em homenagem ao trabalho dela e na época todos ficaram muito contentes com o resultado".

No comunicado, o MAI alegou que Marina Abramovic não tinha conhecimento da doação e pediu desculpas aos dois: “Marina Abramovic não foi informada da doação de Shawn ‘Jay Z’ Carter de dois anos atrás. Pedimos desculpas e estamos tomando medidas para reconciliar essa questão”.

 Veja o clipe de Picasso Baby

 

Mais conteúdo sobre:
Cultura Visuais Música Marina Abramovic Jay-Z

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.