Mapa baseado em obra de Ptolomeu é reencontrado após roubo

Produzido na cidade de Ulm, o mapa é definido como "o mais famoso e procurado entre os mapas do século XV"

ANSA,

22 Outubro 2007 | 16h22

Após ter sido roubado da Biblioteca Nacional de Madri, um mapa de 1482 baseado na obra do antigo astrônomo e geógrafo grego Cláudio Ptolomeu foi recuperado em uma galeria de arte de Sidney.   O mapa produzido na cidade alemã de Ulm por Leinhart Jolle ilustra aquele que era o mundo então conhecido, e é definido como "o mais famoso e procurado entre os mapas do século XV, certamente o mais decorativo".   Com um valor estimado de 96 mil euros, ele havia sido roubado da Biblioteca Nacional Espanhola e levado para os Estado Unidos, onde foi adquirido na internet por Simon Dewez, proprietário da Gowrie Gallery de Sidney.   "Não havia absolutamente idéia que fosse roubada. Pensava que fosse uma aquisição fantástica, uma oportunidade rara", disse Dewez à imprensa.   O mapa está agora nas mãos da polícia federal australiana, que mandou fotos à Biblioteca nacional espanhola.   "Confirmaram que é o mapa que falta. A galeria o cedeu sem objeção e será restituído", disse um porta-voz da polícia.   O mapa era um dos 12 roubados junto a outras páginas de uma edição do século 16 do tomo Geographia, baseado na obra original de Claudio Ptolomeo, que viveu na Alexandria no século II d.C.

Mais conteúdo sobre:
Ptolomeu roubo baseado mapa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.