Peter Dejong/AP
Peter Dejong/AP

Ladrões roubam pinturas de Picasso, Monet e outros famosos em Roterdã

Museu Kunsthal havia acabado de inaugurar uma nova exposição alguns dias atrás para celebrar seu 20º aniversário

Reuters

16 Outubro 2012 | 12h44

Ladrões fugiram com pinturas de Pablo Picasso, Henri Matisse, Claude Monet e outros famosos artistas modernos de um museu em Roterdã, disse a polícia holandesa nesta terça-feira.

Pinturas de Paul Gauguin, Lucian Freud e de Meyer Haan também estavam na lista das sete pinturas roubadas do museu Kunsthal durante a noite, informou a polícia em seu site. Nem a polícia nem o museu foram imediatamente capazes de colocar um valor sobre o roubo, mas trata-se de um dos roubos mais dramáticos do mundo da arte nos últimos anos e provavelmente vale milhões.

Segue a lista de pinturas no site da polícia holandesa:1. Pablo Picasso: Tête d'Arlequin; 2. Henri Matisse: La Liseuse en Blanc et Jaune; 3. Claude Monet: Waterloo Bridge, London; 4. Claude Monet: Charing Cross Bridge, London 5. Paul Gauguin: Femme devant une Fenêtre Ouverte, dite la Fiancée 6. Meyer de Haan: Autoportrait (circa 1889 - '91); 7. Lucian Freud: Woman with Eyes Closed (2002).

O Kunsthal, projetado pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas, não tem uma coleção própria e exibe diferentes tipos de arte, incluindo fotos, esculturas, design e moda. O museu tinha acabado de inaugurar uma nova exposição alguns dias atrás, para celebrar o seu 20º aniversário, incluindo pinturas de Picasso, Marcel Duchamp, Piet Mondriaan, Monet, Vincent van Gogh, Freud, e outros mostrando exemplos de impressionismo, expressionismo, e outros movimentos de arte moderna.

(Reportagem de Gilbert Kreijger)

Mais conteúdo sobre:
arte museu exposição Picasso Monet Matisse

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.