Kasabian cancela show, mas Planeta Terra promete diversão

Festival no Jockey Club começa às 13h50 e conta com a banda Kings Of Leon como atração principal

JOTABÊ MEDEIROS, O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2012 | 03h11

Começou com um grande "britflop". Na sexta-feira, 19, o grupo inglês Kasabian cancelou de última hora, devido a um problema de saúde do seu guitarrista, Serge Pizzorno. Mas a banda que normalmente dá cano, o Gossip da cantora e ícone fashion Beth Ditto, desta vez veio mesmo. Então o festival Planeta Terra mantém o interesse, hoje, pela primeira vez no Jockey Club de São Paulo, a partir das 13h50.

O Kasabian foi uma das atrações no primeiro festival Planeta Terra, em 2007. Eles até estiveram no Brasil esta semana, sem o guitarrista, esperando que ele se recuperasse para confirmar o show. Não deu, segundo informou o empresário Bazinho Ferraz, da organização do festival. Pouco antes de tudo melar, o vocalista Tom Meighan conversou com o Estado. "Isso que nós fazemos não é um trabalho, é nossa vida", explicou. "Quem trabalha são os caras em escritórios, nós vivemos isso aqui."

Meighan contou que, da última vinda ao Brasil, em 2007, lembrava do show do Devo, e falou de sua visão de um rock híbrido. "Eletrônica é uma arma que nós temos, que todo músico pode usar. É uma boa arma que podemos ter. Nós crescemos na cultura das raves, ouvia Prodigy e coisas assim. É uma parte importante de nossa música."

O grupo lamentou no Facebook o cancelamento dos shows no Brasil, em Santiago do Chile e em Buenos Aires, Argentina. "A banda está devastada e espera poder voltar de novo em um futuro próximo para tocar para a incrível plateia brasileira."

O festival vive de atrações que surgiram na esfera alternativa, como The Drums e Little Boots, mas a maior parte delas não permanece mais em um nicho há muito tempo, caso de Kings of Leon (toca às 22 h no palco principal) e Gossip (toca às 22h15 no palco Indie). E há o primeiro show no Brasil do Garbage de Shirley Manson, um acontecimento.

Alguns grupos serão novidade total para as plateias brasileiras, caso dos ingleses do Maccabees, banda liderada por Orlando e Felix White (vocais e guitarras). Eles chegam a bordo de um disco produzido por Tim Goldsworthy, da DFA. Seu som suscita um leque de comparações absurdo de tão amplo: de Talk Talk e Bush a David Bowie.

Entre os brasileiros, destaque para o grupo Madrid, nova experiência de Adriano Cintra (ex-líder do Cansei de Ser Sexy) e Marina Vello (a Marina Gasolina, ex-Bonde do Rolê). O duo foi criado no fim de 2011, um tempo depois que Cintra saiu ruidosamente do CSS.

A maior parte do público vai ao Jockey mesmo para ver os rapazes do Kings of Leon. A última vez que estiveram aqui, no festival SWU, em Itu, arrastaram 56 mil pessoas para vê-los na Fazenda Maeda. O grupo é formado pelos irmãos Followill (Caleb, Jared, Nathan) e um primo deles, Matthew, e reativou entre uma plateia adolescente o gosto por um tipo de country rock que já foi massivo, tipo Lynyrd Skynyrd e Creedence. Só que sem sujeira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.