Intervalos tomaram mais de 1/4 da última semana de 'Av. Brasil'

Chegou a 27,10% , com 2 horas, 17 minutos e 21 segundos de tempo, o espaço aberto a intervalos comerciais na última semana de Avenida Brasil. O tempo de arte, ou seja, de blocos somados da novela de João Emanuel Carneiro, somou, de segunda a sábado, 6 horas, 9 minutos e 23 segundos. Os dados são da Controle da Concorrência, empresa que monitora inserções publicitárias para o mercado anunciante. Em relação à antecessora, Fina Estampa, Avenida Brasil teve não só mais audiência em sua fase final, como também mais intervalos. A saga de Tereza Cristina/Christiane Torloni, por Aguinaldo Silva, fechou a última semana com 25,84% de breaks, alcançando 8 horas, 2 minutos e um segundo de intervalos de segunda a sábado, em sua última semana (19 a 24 de março deste ano). Em número de blocos, Avenida teve, em seis dias, apenas um bloco a mais que a antecessora.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

23 Outubro 2012 | 03h12

Super Bowl. Nos números consolidados do Ibope, a audiência de Avenida Brasil na sexta-feira, ficou em 52 pontos, um a mais do que acusavam os dados preliminares do minuto a minuto na Grande São Paulo. O share, total de aparelhos sintonizados na Globo no universo de ligados, foi de 80%, batendo todos os recordes do ano na TV. Para tirar melhor proveito de casos como este, há quem defenda, entre as principais agências de publicidade do País, que a Globo pense em fazer do final de uma novela das 9 uma ocasião como o Super Bowl, a final do futebol americano nos EUA, onde o intervalo comercial custa mais caro e as agências têm a chance de apresentar um filme especial, em geral, para o lançamento de uma nova campanha.

2,6 pontos de média foi o que alcançou o capítulo de Balacobaco na noite de sexta-feira, deixando a Record em 5º lugar, atrás de Globo, SBT, RedeTV! (2,9) e Band (2,7) na Grande São Paulo.

Mais tapas que beijos. Affair dos planos de Fátima/Fernanda Torres e Sueli/Andréa Beltrão para fazer ciúmes em Jorge/Fábio Assunção e Armane/Vladmir Brichta, o farmacêutico Ubirajara/Rayel Cabral fica em maus lençóis no episódio de hoje de Tapas&Beijos.

Ao pegar carona em Avenida Brasil, o Globo Repórter da última sexta também bateu seu recorde do ano, com 32 pontos de média no Ibope da Grande São Paulo e 59% de participação entre o total de aparelhos ligados. Cada ponto corresponde a 60 mil domicílios.

Smart TVs e afins estarão no centro da discussão na 2ª edição do TV.APPs, principal encontro do mercado de aplicativos e conteúdos para TVs conectadas, dia 8, no Paulista Plaza.

Documentários são o foco da nova política da área de esportes de ação na ESPN. Espírito de Liberdade, o quinto feito só este ano, alcançou bom eco e será exibido em alguns festivais, como o Festival de Filmes de Montanha, no Rio, dia 26, e o All Sports Film Festival, em Hollywood, duas semanas depois.

Espírito de Liberdade também será levado à Bulgária, no Bansko Mountain Film Festival.

Para 2013, a ESPN planeja produzir mais seis documentários e dedicar-se à cobertura das seis edições dos X Games, incluindo, claro, a edição a ser realizada em Foz do Iguaçu, no Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.