Grass volta a criticar Israel

O escritor alemão Günter Grass, prêmio Nobel de 1999, lançou um novo livro de poemas no qual volta a fazer críticas ao programa nuclear israelense. Há seis meses, ele havia gerado polêmicas na comunidade internacional ao publicar no jornal Süddeutsche Zeitung um texto em versos no qual acusava Israel de colocar em perigo a paz mundial. No novo volume, entitulado Eintagsfliegen (algo como Flor do Dia, em tradução literal), ele qualifica de "herói dos nossos dias" o israelense Mordejai Vanunu, que em 1986 vazou informações confidenciais sobre o programa nuclear de Israel e foi condenado a 18 anos de prisão. /AP

O Estado de S.Paulo

01 Outubro 2012 | 03h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.