Filme sobre Diana deixa príncipes ´desapontados´

Os príncipes William e Harry consideraram imagens de Lady Di agonizante em documentário, como ´um grosseiro desrespeito à memória da mãe deles´

Agencia Estado

12 Junho 2007 | 03h58

Os filhos da princesa Diana se disseram na quarta-feira profundamente desapontados com o fato de um canal de TV britânico ter ignorado seus pedidos para não exibir determinadas fotos em um documentário sobre a morte dela, há dez anos, num acidente de carro em Paris. Os príncipes William e Harry consideraram as fotos de Diana agonizante, que serão mostradas na noite desta quarta-feira, 6, pelo Channel Four, como "um grosseiro desrespeito à memória da mãe deles", segundo afirmou um porta-voz. O Channel Four decidiu manter a exibição do documentário Diana: A Testemunha no Túnel, que reconstitui os últimos momentos dela, depois de levar em conta, por um lado, a preocupação dos príncipes, e por outro o interesse público. "Os príncipes estão extremamente frustrados com a decisão do Channel Four de levar adiante o programa", disse o porta-voz de William e Harry à Reuters. James Lowther-Pinkerton, conselheiro deles que escreveu à emissora fazendo um último apelo contra o programa, disse: "É a cena do último momento da mãe deles na Terra, uma invasão da privacidade deles". Limite Diante da atenção que o programa despertou na imprensa, Lowther-Pinkerton e o secretário de comunicação dos príncipes, Paddy Harveson, pediram uma exibição privada do documentário e relataram o conteúdo aos jovens. O Channel Four, emissora que costuma ir ao limite do aceitável na Grã-Bretanha, já se envolveu em polêmica neste ano, quando se viu obrigada a se desculpar por um caso de racismo no programa Celebrity Big Brother. A opinião pública britânica está dividida a respeito do documentário. O Partido Conservador (oposição) disse que o canal deveria ter atendido aos apelos da monarquia. Já os Liberal-Democratas (centro) consideraram haver interesse público. Diana morreu junto com seu namorado, Dodi Al Fayed, quando o Mercedes guiado pelo motorista Henri Paul bateu na parede de um túnel em Paris, tentando fugir da perseguição de paparazzi em motos. Paul, que segundo os investigadores havia bebido e tomado antidepressivos, também morreu. Por meio de reconstituições, imagens de arquivo, fotos e relatos de testemunhas, o filme narra os últimos momentos da vida de Diana. Seus realizadores entrevistaram os fotógrafos e o médico que é visto administrando oxigênio à princesa, cujo rosto aparece apagado numa granulada foto da cena do acidente.

Mais conteúdo sobre:
Diana acidente fotos televisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.