Faciolince e os direitos humanos

O escritor colombiano Héctor Abad Faciolince receberá no próximo mês o Prêmio de Direitos Humanos concedido pelo Escritório em Washington para Assuntos Latinoamericanos e pela Universidade de Duke pelo livro A Ausência Que Seremos (Companhia das Letras). O prêmio é entregue desde 2008 ao melhor livro em língua inglesa que tenha como tema os direitos humanos. Na obra, Faciolince narra as ações de saúde pública criadas por seu pai - que também se chamava Héctor Abad - para ajudar os carentes da cidade colombiana de Medellín. O livro foi escrito após a morte do pai, assassinado por forças paramilitares em 1987. / EFE

O Estado de S.Paulo

17 Outubro 2012 | 03h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.