1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Estudo brasileiro ganha edição internacional

Maria Fernanda Rodrigues - O Estado de S.Paulo

14 Julho 2012 | 03h 09

O livro Dez Lições Sobre Estudos Culturais (Boitempo) foi publicado em 2003 por Maria Elisa Cevasco, doutora em Letras pela USP e professora da mesma universidade. Dez anos depois, ele será editado simultaneamente em quatro países da América Latina. A obra foi escolhida pela Aliança Internacional de Editores Independentes, sediada em Paris, para ser traduzida e coeditada com o apoio do holandês The Prince Claus Fund Award. Participam da coedição a Lom (Chile), Lamarca (Argentina), Trilce (Uruguai) e Era (México). O livro mostra as origens das pesquisas culturais, suas relações com os estudos literários, as primeiras conquistas teóricas e o projeto intelectual, que inclui a análise da cultura popular e dos fenômenos da vida cotidiana. Aborda ainda um novo modo de ler a cultura erudita. A qualidade do material e a adequação ao tema do concurso - Cultura e Desenvolvimento - foram alguns dos critérios de escolha, mas saiu na frente a obra que despertou o interesse de mais editoras entre as associadas.

EVENTO 1

Fórum das Letras só em 2013

Este ano, quem acompanha os festivais literários não vai precisar escolher entre o Fórum das Letras, de Ouro Preto, e a Fliporto, de Olinda, que sempre caem no feriado da Proclamação da República. A festa mineira vai pular a edição de 2012 e será realizada no 1.º semestre de 2013. Até lá, alunos vão ganhar livros dos convidados para se prepararem, como é feito na Jornada de Passo Fundo.

EVENTO 2

Mais democrático

O francês Bruno Latour é o próximo conferencista do Fronteiras do Pensamento, mas ele não está na programação oficial. O autor de Jamais Fomos Modernos (34) fala na USP, em evento gratuito, no dia 9 de agosto, sobre o tema de seu novo livro Enquêtes Sur Les Modes D'Existence, previsto para setembro na França. A obra deve sair no Brasil pela 34.

CIÊNCIA

Física moderna em português

Nem sempre Max Planck (1858-1947), Einstein, Heisenberg e outros concordaram entre si, mas o conjunto das obras individuais estabeleceu o que se conhece como física moderna. Em setembro, os textos de Planck, Nobel de 1918, serão lançados pela primeira vez aqui. Autobiografia Científica e Outros Ensaios, da Contraponto, terá texto escrito pelo físico aos 87 anos e seleção de ensaios feita por César Benjamin.

JUVENIL

Livros para o cinema

Ficam prontos em agosto, em tempo da estreia dos filmes baseados neles, dois títulos da série ParaNorman, de Jed Alger, Travis Knight e Chris Butler (Salamandra), e A Última Casa da Rua, de Lily Blake (iD).

INFANTIL

Literatura vintage

Tatiana Belinky inaugura a coleção Clássicos Recontados, da Melhoramentos, com 8 títulos na Bienal do Livro, mês que vem. Entre eles estão Aladim e a Lâmpada Maravilhosa e O Califa-Cegonha (imagem ao lado). As ilustrações são do checo Franz Richter (1872-1943) e já fizeram parte de outra coleção da editora, publicada entre 1910 e 1920. Outros brasileiros serão convidados a reescrever obras clássicas.

EDUCAÇÃO

Ecologia em sala de aula

A Barsa Planeta Internacional comprou os direitos autorais da série Good Ideas, desenvolvida pela emissora alemã de televisão Deutsche Welle. Aqui, a coleção de 30 DVDs com 90 reportagens se chamará Barsa + Meio Ambiente. Para cada reportagem, foi feito um plano de aula - eles serão reunidos em 30 livros adaptados à realidade brasileira. Estará à venda na Bienal.

ROMANCE

Longa travessia entre culturas

Inspirada na leitura de Jane Eyre, de Charlotte Brontë, a antilhana radicada na Inglaterra Jean Rhys escreveu Vasto Mar de Sargaços, publicado em 1966. E foi baseada na personagem Bertha Antoinette Mason, a louca do sótão do romance de Brontë, que ela criou sua governanta de origem caribenha que, assim como ela, vivendo na Inglaterra, sofria com o choque entre as duas culturas. Rhys foi uma das primeiras escritoras a falarem da questão feminina e da colonização. O livro sai em agosto pela Rocco.

  • Tags: