Reprodução
Reprodução

Escultura de mulher nua causa polêmica nos EUA

'Truth is Beauty' está em centro tecnológico de São Francisco

Ansa Flash

25 Outubro 2016 | 10h33

A estátua de uma mulher nua está dividindo a comunidade da cidade de São Francisco, nos Estados Unidos. Trata-se de uma bela figura feminina, com cintura fina e pernas e bustos bem destacados.

Com quase 17 metros de altura e pesando mais de cinco toneladas, a obra tem os braços por cima da cabeça como uma bailarina e está exposta em um centro de tecnologia.

Batizada como "Truth is Beauty" ("A verdade é bela", em tradução livre), a estátua tem em sua base uma inscrição em 10 idiomas com a frase "Como o mundo seria se as mulheres estivessem a salvo".

Aproximadamente três vezes mais alta que o Davi de Michelangelo, a obra é feita em malha de aço e é iluminada por mil luzes de LED.

Diversas pessoas "abraçaram" a ideia da nudez feminina com entusiasmo, porém muitos acreditam que a imagem não é apropriada para o público.

"Não pode ser. Se é uma bailarina deve estar vestida. Isso não é apropriado porque as crianças vão ver", disse uma mulher, mãe de uma adolescente, à imprensa local. Entretanto, a estátua foi bem recebida pelas autoridades, que afirmaram que se trata de arte e não de uma obscenidade.

Criada pelo artista Marco Cochrane, a obra tem o objetivo de chamar atenção para a agressão sexual contra as mulheres, para o medo que elas vivenciam e também para o fato de elas se fortalecerem quando esse medo deixa de existir. 

 

Mais conteúdo sobre:
Estados Unidos Escultura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.