1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Editora da revista Playboy nos EUA está considerando venda, diz fonte

- Atualizado: 25 Março 2016 | 16h 34

Revista americana poderia ser avaliada em mais de US$ 500 milhões

EUA - A Playboy Enterprises, proprietária da revista Playboy nos EUA, está explorando a possibilidade de uma venda, disse uma fonte familiarizada com o assunto, em uma ação que vem após a famosa revista interromper a publicação de fotos de mulheres nuas e colocar a icônica Mansão Playboy à venda.

O The Wall Street Journal, que noticiou primeiro a informação, disse que a companhia poderia ser avaliada em mais de US$ 500 milhões.

Hugh Hefner, que fundou a Playboy em 1953, transformou-a em empresa de capital fechado em 2011, juntamente com a empresa de private equity Rizvi Traverse Management, em acordo que avaliou a companhia em 207 milhões de dólares.

Hugh Hefner
Hugh Hefner
O banco de investimentos Moelis & Co está aconselhando a Playboy na venda, disse a fonte à Reuters. A Playboy Enterprises não estava imediatamente disponível para comentar e o Moelis & Co não quis falar sobre o assunto.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX