1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Disney traz a força com investida em game e série de TV 'Star Wars'

REUTERS

21 Agosto 2014 | 10h 53

A Disney está intensificando sua primeira grande investida para promover a franquia "Star Wars" que comprou de George Lucas em 2012, lançando neste ano um game para aparelhos móveis, uma série animada para TV e uma linha expandida de brinquedos e roupas.

O antecipado fluxo de sabres de luz, Wookies e outros ícones de "Star Wars" é a tentativa da Disney de ganhar dinheiro sobre sua aquisição de 4,05 bilhões de dólares da LucasFilm, que deu à companhia uma franquia popular mas envelhecida que não produziu um novo longa metragem em nove anos.

A companhia lançou nesta quinta-feira o "Star Wars: Commander", um aplicativo móvel gratuito que permite que jogadores comandem batalhas com os heróis da franquia Han Solo, Chewbacca e a Princesa Leia.

O aplicativo será disponibilizado exclusivamente por 30 dias através da App Store da Apple e mais tarde para dispositivos Android, do Google. A Disney vai gerar receita vendendo uma moeda virtual chamada cristais que pode ser usada para acelerar o jogo.

No dia 29 de setembro, a companhia lançará o filme animado por computadores "Star Wars Rebels: Spark of Rebellion" na Internet e no aplicativo Watch Disney XD. O filme fará sua estreia no Disney Channel globalmente no dia 3 de outubro, seguido de uma série baseada no filme no canal Disney XD a partir de 13 de outubro.

Nesta semana, varejistas começaram a vender brinquedos, artigos de cama, mochila e outros produtos ligados à série, ampliando a linha de itens "Star Wars" disponível. Uma linha de alimentos saudáveis com a marca "Star Wars" chegará às prateleiras no no que vem.

O game será promovido no website StarWars.com da Disney, que está atraindo um tráfego firme de fãs mais de um ano antes de o próximo filme, o "Episódio VII", chegar aos cinemas, disse Jimmy Pitaro, presidente da unidade interativa da Disney.

A companhia disse que lançará um filme anualmente começando com o "Episódio VII". A Disney também planeja aumentar "significativamente" a presença da aventura espacial em seus parques temáticos, disse o presidente-executivo Bob Iger durante uma teleconferência sobre resultados no dia 5 de agosto.

(Por Ronald Grover e Lisa Richwine)