Charles Platiau/Reuters
Charles Platiau/Reuters

Desfile de Lagerfeld para Chanel celebra a tecnologia

Chanel transformou passarela em gigantesco centro de dados em Paris para apresentar as criações do estilista alemão

Reuters

04 Outubro 2016 | 15h47

PARIS - A Chanel debochou nesta terça-feira, 4, do quanto a tecnologia é parte do cotidiano das pessoas produzindo um desfile no Grand Palais de Paris dedicado a cabos, fios e caixas pretas.

Saudado por um enorme cartaz com os dizeres "Chanel data center", o estilista Karl Lagerfeld apresentou aos convidados uma coleção completa com bolsas de mão cintilantes, tweeds iridescentes e raios de cor fluorescente salpicados em vestidos e bonés ondulados.

O desfile começou com um terno de tweed todo branco acompanhado de um capacete redondo de plástico e botas que lembravam guerreiros da franquia de filmes Star Wars.

"Todos nós dependemos dela", disse Lagerfeld, de 83 anos, à TV Reuters após o desfile em referência à tecnologia. "Imagine sua vida sem o telefone e o próximo passo será a inteligência artificial e os robôs."

As modelos desfilaram ao longo de fileiras de hardware de computador com ternos e jaquetas de tweed Chanel clássicos complementados com sapatilhas de bailarina metálicas. Entre os acessórios havia uma pequena bolsa de mão preta na forma de um robô de plástico com olhos quadrados cintilantes.

Mais conteúdo sobre:
Karl Lagerfeld Chanel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.