1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Comediante Joan Rivers é levada às pressas para hospital em Nova York

Reuters - O Estado de S. Paulo

28 Agosto 2014 | 17h 13

Atriz teria parado de respirar durante uma cirurgia

A comediante e crítica de moda Joan Rivers foi levada nesta quinta-feira, 28, ao Hospital Mount Sinai, em Nova York, depois que teria parado de respirar durante uma cirurgia em suas cordas vocais em uma clínica nas proximidades, afirmou o hospital.

O Mount Sinai não deu detalhes sobre a condição da artista de 81 anos nascida no Brooklyn, mas disse que irá fornecer uma atualização assim que mais informações estiverem disponíveis.

Ken Baker, um jornalista de entretenimento no E! News, que tem Rivers como apresentadora do programa Fashion Police, disse em sua conta no Twitter que a comediante estava em condição estável.

"Sua família quer agradecer a todos por sua demonstração de amor e apoio", disse o porta-voz do hospital, Sid Dinsay, em um comunicado.

Lucas Jackson/Reuters
Joan Rivers é uma das comediantes mais conhecidas dos Estados Unidos.

Uma das comediantes mais conhecidas dos Estados Unidos, Rivers é considerada uma pioneira das mulheres na comédia stand-up.

O porta-voz do Departamento de Bombeiros de Nova York, Jim Long, disse que um paciente com suposta parada cardíaca foi levado da clínica Yorkville Endoscopia ao Monte Sinai por agentes da emergência que responderam ao chamado às 9h40 (10h40).

Long se recusou a identificar o paciente devido a preocupações com a privacidade, mas a afiliada da NBC em Nova York disse que se tratava de Rivers e que ela tinha parado de respirar durante um procedimento em suas cordas vocais.

Representantes de Rivers não retornaram ligações ou e-mails, e um representante de sua filha, Melissa Rivers, se recusou a comentar o assunto.

Um porta-voz do canal E! não pôde ser imediatamente contatado. Parceiros de Rivers no clube de comédia dos anos 1960 de Greenwich Village, em Nova York, incluíram Bill Cosby, Richard Pryor, Woody Allen e George Carlin, mas ela disse que nunca se sentiu parte do grupo.