Cleonice Berardinelli, 93 anos, é eleita imortal da ABL

Cleonice Berardinelli, de 93 anos, a maior especialista em literatura portuguesa no Brasil, foi eleita hoje imortal da Academia Brasileira de Letras. "Eu não cobicei este posto, mas estou felicíssima", disse depois de ser avisada do resultado por telefone pelo presidente da ABL, Cícero Sandroni.

MÁRCIA VIEIRA, Agencia Estado

16 Dezembro 2009 | 19h31

Ela vai ocupar a cadeira número 8 fundada por Alberto de Oliveira, vaga desde a morte do escritor Antônio Olinto, em setembro. Cleonice, ou dona Cleo, como é carinhosamente chamada por seus alunos, recebeu 30 votos contra 9 do outro candidato, Ronaldo Costa Couto, ex-ministro de José Sarney. Não houve abstenções.

Cleonice é formada pela USP, professora emérita de Literatura Portuguesa da Universidade Federal do Rio e Doutora Honoris Causa da Universidade de Lisboa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.