Cidade é referência no teste de moda

A ideia de que os sul-coreanos gostam de se cobrir de grifes ficou no passado. Enquanto o país estava em uma escalada de desenvolvimento, o consumo nas grandes marcas de luxo se concentrava em peças logotipadas, ideais para expressar status e exibir. Mas, hoje, os jovens misturam roupas de redes populares com peças-chave de marca, experimentando cortes e cores de cabelo improváveis e ousando.

O Estado de S.Paulo

06 Maio 2015 | 02h05

Há um show de combinações inusitadas e harmoniosas nos looks de street style fotografados pelas ruas da cidade. Assim, a indústria da moda reconhece Seul como estratégica e grandes empresas desenvolvem itens exclusivos aos coreanos, explorando o mercado asiático e testando tendências que depois podem pegar no resto do planeta. / M.R.A.

Mais conteúdo sobre:
O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.