Chuva não `põe água´ em festa de fãs em Glastonbury

Chuva deve continuar no segundo dia do tradicional festival de música britânico

Agencia Estado

25 Junho 2007 | 15h41

Fãs da música pop no festival de Glastonbury, na Inglaterra, terão de lidar com mais um dia de aguaceiro neste sábado, 23, dia em que o evento entra na sua segunda jornada. Partes do local viraram um lamaceiro devido à chuva forte que substituiu uma semana de sol em na fazenda de Michael Eavis em Somerset, onde desde 1970 acontece o tradicional festival. Cerca de 177 mil espectadores estão com suas barracas armadas no maior evento deste tipo na Europa, à espera de atrações como The Killers, The Kooks e Paul Weller. Na sexta-feira, 22, a cantora Amy Winehouse foi uma das atrações que levantaram a multidão, junto com a cantora Björk, a banda Kasabian, entre outras. A noite culminou com uma apresentação dos Arctic Monkeys no palco principal - um cenário triunfante para a banda que lançou seu primeiro álbum, Whatever People Say I Am, That´s What I´m Not há apenas 18 meses. Até domingo, quando termina o festival, The Who, Kaiser Chiefs e Manic Street Preachers devem passar pelo palco principal e compensar pelo menos parte do aperto causado pela chuva. Lama O tempo tem sido mais ameno que há dois anos, quando a chuva forte alagou diversas tendas na área de acampamento. Os organizadores disseram que o sistema de drenagem do campo melhorou de lá para cá, com a instalação de diversos canos para conduzir a água para fora da fazenda. Ainda assim, grande parte do terreno virou um pântano. Vários campistas mudaram suas barracas de lugar, enquanto outros apenas faziam figa para que a chuva não voltasse a cair novamente. "Quando chegamos aqui na quinta à noite, o tempo estava ótimo. Não me importo de estar rodeado de toda essa lama, se dentro da barraca estiver tudo bem", afirmou Kerrie O´Leary, 22, de Sheffield. Já Paul Kelly, 27, de Leicester, disse que uma amiga sua havia ido embora do festival porque "estava cheia" do lamaceiro. "Também estou pensando em ir, o que deve acontecer em algum momento. Creio que eles melhoraram a drenagem próxima ao palco, mas precisam resolver a área de camping."

Mais conteúdo sobre:
Glastonbury festival de música

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.