Cartas de Freud e de sua filha Anna

Cerca de 300 correspondências trocadas por Sigmund Freud e sua filha Anna foram publicadas no livro Sigmund Freud, Anna Freud. Correspondance 1904- 1938, que está sendo lançado na França. As cartas foram enviadas entre 1904 e 1938 e evidenciam a influência da psicanálise de Freud também em sua família, em especial com Anna, a filha caçula, que foi sua paciente entre 1918 e 1924. Ela acabaria fazendo parte da Associação Psicanalítica Internacional e dedicaria seus estudos à terapia de menores. A editora Fayard, que publica o livro, afirma que as cartas são um documento histórico de grande valor. / EFE

O Estado de S.Paulo

17 Outubro 2012 | 03h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.