Cameron Diaz pede desculpas a peruanos por ´gafe´

Bolsa da atriz foi considerada ´ofensiva´ por ´evocar memórias de combates´

Agencia Estado

07 Junho 2026 | 17h29

A atriz americana Cameron Diaz pediu desculpas por levar uma bolsa em sua visita ao Peru que tinha estampada uma frase que poderia ser considerada ofensiva pelos peruanos. Cameron visitou as ruínas históricas de Machu Picchu com uma bolsa verde que tinha a estampa de uma estrela vermelha e as palavras "servir ao povo", impressas em chinês. A frase e a estrela poderiam evocar memórias dos tempos em que o Peru era palco dos combates entre forças do governo e rebeldes do grupo guerrilheiro maoístas Sendero Luminoso, nas décadas de 80 e 90 - um confronto que matou 69 mil pessoas. Cameron admitiu que não percebeu a "natureza potencialmente ofensiva" da frase. "Sinceramente peço desculpas a qualquer pessoa que possa ter ofendido de forma não intencional. A bolsa foi comprada quando viajei como turista à China", disse a atriz em uma declaração divulgada pela agência de notícias Associated Press. Crítica "Sinto muito pela dor e sofrimento de qualquer pessoa e, certamente, não foi minha intenção reabrir o que eu sei ser uma ferida dolorosa na história deste país", acrescentou a atriz em sua declaração. Cameron também falou sobre a beleza e o calor humano dos peruanos. Sua aparição com a bolsa gerou críticas de Pablo Rojas, um conhecido defensor de direitos humanos no Peru. "(A bolsa) Alude a um conceito que gerou tantos danos ao Peru, que fez tantas vítimas. Acredito que ela não deveria ter usado a bolsa no lugar em que os seguidores daquela ideologia causaram tanto dano", disse. Cameron Diaz, uma das estrelas que emprestaram suas vozes aos filmes da série de animação Shrek, está no Peru para gravar um programa de televisão sobre a cultura do país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.