1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Brasil amplia participação na Feira do Livro de Frankfurt

MARIA FERNANDA RODRIGUES - ENVIADA ESPECIAL

10 Outubro 2012 | 03h 18

Maior e mais importante evento do mercado editorial internacional começou nesta quarta, 10

FRANKFURT - A um ano de ser o país convidado da Feira do Livro de Frankfurt, o Brasil amplia seu estande coletivo, leva uma pequena comitiva de autores à Alemanha e começa a mostrar, em programas de apoio à tradução e publicações, o melhor de sua produção literária. O convite feito pela organização em 2010 melhorou a autoestima dos editores brasileiros. Não fosse isso, o comportamento tímido, de comprador de direitos autorais, ainda seria visto nos corredores dos cinco pavilhões que abrigam a feira alemã.

O maior e mais importante evento do mercado editorial internacional deve receber, de hoje até domingo, cerca de 180 mil pessoas que trabalham nas diversas etapas da produção de um livro - qualquer um, de qualquer área ou língua.

Até sexta-feira, 12, a programação do estande brasileiro, organizado pelo projeto Brazilian Publishers, parceria da Câmara Brasileira do Livro e Apex Brasil, pela Fundação Biblioteca Nacional e Sindicato Nacional de Editores, será voltada ao programa de apoio à tradução de autores brasileiros - que concedeu 141 bolsas desde que foi reestruturado, em julho de 2011 -, para falar do mercado de livros didáticos e técnicos e contar quem são os autores best-sellers.

No fim de semana, quando a feira é aberta ao público, haverá bate-papo com os escritores. Foram convidados Milton Hatoum, Marina Colasanti, Cristovão Tezza, Alberto Mussa, Luiz Ruffato, Roger Mello, Michel Laub, Andrea Del Fuego e João Paulo Cuenca.

Na sexta, 12, vai ser lançada a revista Machado, do Itaú Cultural, Fundação Biblioteca Nacional e Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, com trechos de romances ou contos, em inglês ou espanhol, de 20 escritores brasileiros.

Para a agente literária Lucia Riff, o fato de o Brasil ser o homenageado em Frankfurt no ano que vem aumentou a procura por autores do País; no entanto, acredita que o que ajudou, mesmo, foi o programa de apoio à tradução. "Sem a bolsa, o interesse nos brasileiros estava preso aos best-sellers ou a iniciativas isoladas." Mas há um empecilho: a crise econômica europeia. "Demos um certo azar porque o programa da FBN e a homenagem de 2013 chegaram junto com a megacrise. Se fosse em outros tempos, estaríamos vendo um boom da literatura brasileira no exterior." Mesmo assim, há procura pelos autores clássicos e contemporâneos representados pela Agência Riff. A Alemanha quer Paulo Mendes Campos; o México, Adélia Prado. Uma editora italiana está interessada em Flávio Carneiro. Portugal quer publicar Passageira em Trânsito, de Marina Colasanti, e Passaporte da China, de Lygia Fagundes Telles.

Vitrine. Uma das críticas ao estande coletivo em 2011 foi a seguinte: sendo o Brasil tão aberto e cordial, por que fazer um estande tão quadrado e fechado? A percepção deve mudar este ano. O espaço agora é maior - no ano passado, ele ocupava uma área de 216 m²; hoje, são 330 m². Há menos paredes e um auditório, também aberto. Fotos aéreas mostram autores clássicos, já mortos. Existe também uma área para reuniões.

Quem participa do projeto Brazilian Publishers ganha uma estante com três prateleiras para expor os seus livros. Editoras não participantes pagam pelo menos 800.

Segundo Dolores Manzano, gerente do projeto, os editores estão mais preocupados em se preparar para a feira. "Levam menos livros, mas títulos mais certeiros, e querem mostrar que além de bons compradores e pagadores, eles também estão preparados para fornecer conteúdo."

Compras. Andy Hine, diretora de direitos estrangeiros da Little, Brown, do grupo Hachette, que tem editoras brasileiras entre seus clientes, já viu momentos melhores. "O mercado editorial brasileiro parece estar se mantendo forte nessa crise, mas não estamos vendo tantas compras como nos últimos anos e os adiantamentos não estão tão estupendos", conta ela.

Sonia Jardim, vice-presidente do maior grupo editorial do País, estima que a Record comprará entre 50 e 80 títulos nos próximos dias. Além de trazer todos os seus editores, escalou Bruno Zolotar, gerente de Marketing. "Hoje, ao negociar um livro, não basta fazer uma oferta financeira competitiva, tem que apresentar também uma boa estratégia de marketing." A Record participa pela segunda vez da feira com estande próprio.

Roberto Feith, diretor da Objetiva, deve comprar entre 5 e 10 títulos, mas dos originais que já recebeu ainda não viu nada que pudesse ser considerado o grande livro da feira. "Não há nada extraordinário. Não digo que os livros não sejam bons, mas são de nicho, segmentados."

Porém, sempre há um ou outro título menos literário e mais comercial que acaba fazendo barulho. Um bom exemplo é Not That Kind of Girl: A Young Woman Tells You What She's Learned, de Lena Dunham, criadora e protagonista da série Girl, exibida pela HBO, pela qual a Random House teria pago US$ 3,5 milhões. A Intrínseca, editora de 50 Tons de Cinza no Brasil, vai lançá-lo aqui.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo