Arrecadação milionária garante museu do Oscar

Academia consegue US$ 100 milhões para obra em LA

BRYAN ALEXANDER , USA TODAY, O Estado de S.Paulo

21 Outubro 2012 | 03h11

O Museu do Oscar está a um passo de se tornar realidade. A Academy of Motion Pictures Arts and Sciences anunciou na quinta-feira a arrecadação de US$ 100 milhões para o espaço, em Los Angeles, dedicado exclusivamente à história e ao futuro do cinema.

Depois de uma votação unânime pelo conselho dirigente da Academia, o projeto de US$ 250 milhões está a todo vapor. O Academy Museum of Motion Pictures está previsto para ser entregue em 2016, e será projetado pelos renomados arquitetos Renzo Piano e Zoltan Pali. "Está acontecendo", disse o CEO da academia Dawn Hudson. "Estamos realizando o sonho, está se tornando realidade. Resumindo, isso é muito emocionante."

O museu, que terá uma área de cerca de 300 mil m², será montado no histórico edifício May Company Wilshire, em Los Angeles, parte do câmpus do Museum of Art (próximo ao Los Angeles County Museum of Art e ao La Brea Tar Pits), vago há 20 anos. A maior mudança física no prédio clássico será a adição de uma cúpula de vidro de última tecnologia ao teatro.

Os visitantes poderão conferir itens da extensa coleção da Academia, como por exemplo os sapatos de rubi de Doroty (vivida por Judy Garland), protagonista do clássico de 1939 O Mágico de Oz, além de mais de 140 mil filmes, 10 milhões de fotografias, 42 mil pôsteres originais de filmes, 10 mil desenhos, figurinos, adereços e equipamentos.

O público também poderá ter a experiência de segurar uma estatueta do Oscar. "Eles podem segurá-la e até fazer um discurso de agradecimento, durante o tempo que quiserem", afirma Hudson. "Ninguém vai tirá-los do palco." O comitê designado para levantar os US$ 100 milhões em contribuições pessoais inclui grandes nomes de Hollywood, como Annette Bening e o marido Warren Beatty, e Tom Hanks e a mulher, Rita Wilson. O grupo teve 12 meses para levantar a ambiciosa quantia inicial para "dar a largada" à criação do museu, informa Hudson. O próximo passo é arrecadar US$ 150 milhões, necessários para a conclusão da obra.

"Nós testamos a reação das pessoas à ideia da criação do Museu do Oscar e a resposta que temos recebido é bastante animadora. Agora, vamos a público para ampliar a campanha", ressalta Bill Kramer, diretor de Desenvolvimento da Academia. "Agora, o próximo passo é diversificar os métodos de angariar fundos." / TRADUÇÃO DE LUIZA VIEIRA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.