Acervo de Família
Acervo de Família

ArCênico: A estrela está de volta

As últimas informações sobre o mundo do teatro

João Wady Cury, O Estado de S.Paulo

24 Agosto 2017 | 02h00

A beldade ao lado tem nome, mas raríssimas pessoas a conhecem. Júlia Lopes de Almeida (1862-1934), mulher à frente do seu tempo, foi escritora e dramaturga, fundadora da Academia Brasileira de Letras - não vestiu o fardão porque tal ousadia não era permitida às mulheres. Agora, sua memória foi resgatada pela pesquisadora Michele Asmar Fanini, que lança o livro A (In)visibilidade de um Legado. Vem com uma joia inestimável para atrizes e diretoras: seis peças inéditas de Júlia.

TUDO DOMINADO

Júlia Lopes não teve o reconhecimento a que tinha direito em vida, mas sua colega, a dramaturga escocesa Linda McLean, não pode dizer o mesmo: é sucesso na Inglaterra. Ela chega a São Paulo no final de setembro para participar do 9º Ciclo do Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council, de 25 de setembro a 1º de outubro. O evento enfoca as autoras e o mundo do teatro no Brasil, ainda tomado por mãos majoritariamente masculinas. Linda é autora de peças como Sex & God.

LAST CHANCE, LAST DANCE

Segunda, 28, é o último dia para assistir Paranoia, com Marcelo Drummond, na Biblioteca Mario de Andrade. Texto baseado em poemas do livro homônimo de Roberto Piva (1937-2010), poeta do coração da cidade.

CAIXA PRETA

A pesquisadora e crítica teatral Michele Rolim tenta desvendar o que pensam os curadores de artes cênicas no país. Para tanto, entrevistou longamente 15 deles, como Antônio Araújo e Kil Abreu, e o resultado pode ser lido no livro O que Pensam os Curadores, que a Cobogó lança em Brasília, no dia 2 de setembro. Pode ser a chave para o sucesso.

BODAS DE PÉROLA

Não é para poucos e que venha mais. O Grupo Sobrevento (foto abaixo), de teatro de animação, completa 30 anos em 2017 e parece que vai para uma viagem de lua de mel. Participa do Festival Mondial des Théâtres de Marionnettes, em Charleville-Mézières, na França, a partir de 12 de setembro - levará na bagagem as peças Bailarina, Meu Jardim e Só. Depois o grupo segue para uma turnê na China, onde fará 40 apresentações do espetáculo A Cortina da Babá nas cidades de Hangzhou, Kushan e Shanghai.

MEU MINISTRO É BICHEIRO

O ator Ivo Müller, na edição passada, indicou como frase preferida a dita pelo personagem Timbira, em A Falecida, de Nelson Rodrigues. Eis a fala integral: “A solução do Brasil é o jogo do bicho! E, sob minha palavra de honra, eu, se fosse presidente da República, punha o (bicheiro) Anacleto como ministro da Fazenda”.

3 PERGUNTAS PARA - Ney Piacentini 

Ator, integrante da Companhia do Latão

1. Frase arrebatadora.

"Teria sido um tempo maravilhoso se a desordem tivesse durado um pouco mais". O Círculo de Giz Caucasiano (Bertolt Brecht)

2. Como gostaria de morrer em cena?

Numa peça cujo tema fosse a dolorida beleza da existência.

3. Situação inusitada.

Improvisar os 15 minutos finais de uma cena totalmente no escuro depois de uma queda de luz.

Mais conteúdo sobre:
Teatro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.