Após 3 meses fechado, Clube Glória reabre neste fim de semana

Casa tem 90 dias para instalar elevador para deficientes; clube funciona apenas com autorização

Monique Oliveira, estadao.com.br

05 Outubro 2007 | 19h44

Sem alvará da Prefeitura para retornar suas atividades, o Clube Glória, localizado na Bela Vista, abre suas portas este final de semana. Com programação normal, que inclui projeto Alelux!, em que discotecam os estilistas Alexandre Hercovitch e Jonnhy Luxo, a noite Jazzy, dedicada ao Hip e Hop, a casa, que tem tradição de abrigar eventos fashionistas como as festas do São Paulo Fashion Week, possui apenas autorização temporária.   A novela, que começou depois que a Prefeitura achou uma foto de 1982 – com a fachada original do prédio - teve início há três meses, tempo em que o clube permaneceu fechado depois de mais de um ano de funcionamento.   A resolução da Prefeitura foi clara: restaurar a fachada do prédio com sua arquitetura original. Mas, segundo o co-proprietário do clube, André Hidalgo, a casa não deveria ser responsabilizada.  "Essas alterações não foram feitas por nós, apenas reformamos o prédio", explica.   Impasse   No entorno da Praça Dom Orioni, no bairro do Bexiga, onde todas as fachadas são tombadas como patrimônio histórico e na qual, todos os domingos, funciona uma feira de antiguidades, o clube inaugurou um novo espaço na noite paulistana em maio de 2006.   Antes disso, o local onde era sede de um grupo de teatro underground, o Teatro Igreja. Nesse meio tempo, a casa foi obrigada a instalar um acesso para quem tem dificuldade de locomoção (a entrada do clube é feita por –cansáveis- escadarias).   O que prevaleceu, foi o "bom senso", segundo o sócio da casa. "Como não dava para permanecer com as configurações originais do prédio e, ao mesmo tempo, montar no clube um acesso para deficientes, a prefeitura optou pelo acesso". "Temos 90 dias para instalar o elevador, que vai garantir a entrada. Ele está pago, só falta a instalação, que é feita sob medida", completa.  Cena e noite O Clube Glória atende a um público específico, em sua maioria GLS, com noites como "Chá com Bolachas" e "Bafôn Bafú". Num clima mais lounge, sem seguir a linha "inferninho", que prima pela "pegação", o público "sentiu falta de um lugar, com um clima mais pop mais sossegado", diz o sócio.    Quando foi interditado, o clube passou a realizar suas festas em um espaço alternativo, o Ocean Club, na Rua Nestor Pestana, que foi "uma maneira de fazer com que as festas do clube não perdessem o fôlego", completa.   Clube Glória. Rua 13 de Maio, 830, Bela Vista. Informações: (11) 3287-3700. A partir das 23h59. Preço: R$ 20,00 a R$ 60,00. Possui guarda-volumes. Serviço de Vallet: R$ 12,00. Aceita cheque e todos os cartões de crédito. www.clubegloria.com.br    

Mais conteúdo sobre:
Clube Glória noite Bela Vista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.