1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Sessão de documentário homenageia o jornalista Daniel Piza

- Atualizado: 15 Fevereiro 2016 | 04h 00

Será exibido no cinema nesta segunda-feira, 15, o longa 'São Paulo - Retratos do Mundo', que teve roteiro do editor executivo e colunista do 'Estado' morto em 2011

Do terraço do Marian Palace Hotel, na região de Santa Ifigênia, centro de São Paulo, o fotógrafo Cristiano Mascaro diz que aquela vista é a sua “Chapada Diamantina” na metrópole. “São Paulo é uma cidade feia e deve assumir isso”, afirma ainda, pouco depois, do alto do edifício na Avenida Cásper Libero, 65, o primeiro entrevistado do documentário São Paulo – Retratos do Mundo, que terá sessão especial nesta segunda-feira, 15, às 21h30, na unidade do Espaço Itaú de Cinema no Shopping Frei Caneca.

A exibição única do filme, lançado em 2005 pela produtora Dezembro Filmes, é agora uma homenagem ao roteirista da obra, o jornalista e escritor Daniel Piza, que morreu em 2011, aos 41 anos, e foi editor executivo e colunista do Estado. “Com direção do Flávio Frederico e com roteiro do Daniel Piza, é um documento importantíssimo para a cidade”, define o produtor do longa-metragem, Antônio Alberto Veloso Lima.

O Marian Palace Hotel no documentário 'São Paulo - Retratos do Mundo'
O Marian Palace Hotel no documentário 'São Paulo - Retratos do Mundo'

Com depoimentos de Mascaro e de outros importantes nomes como o arquiteto e historiador Benedito Lima de Toledo e o geógrafo Aziz Ab’Saber, São Paulo – Retratos do Mundo foi um dos destaques da 10ª edição do festival É Tudo Verdade em 2005. Depois disso, conta Alberto Veloso, o filme foi apenas exibido em mostras apresentadas em Cannes e em Amsterdã. “Esse documentário incrível estava parado”, destaca o empresário Victor Alvaro Simonsen, responsável pela iniciativa de resgatar o longa e promover a homenagem a Piza.

A sessão no Espaço Itaú – Frei Caneca será para convidados e aberta ao público, entretanto, a vontade de Simonsen e de Alberto Veloso é divulgar São Paulo – Retratos do Mundo de forma ampla no Brasil e no exterior. O objetivo, explicam, é mostrar a obra em cinemas, universidades e na televisão – e por ora, contam o empresário e o produtor, já está confirmada outra exibição do filme neste sábado, 20, às 20 horas, no canal Curta!.

Na época de sua realização, o documentário teve como mote a comemoração dos 450 anos de São Paulo, em 2004, para desenvolver uma reflexão aberta e multidisciplinar sobre a 4.ª maior metrópole do mundo. “É um retrato de São Paulo do início do século 21, mostrando a cidade onde vivemos nos mais diversos aspectos e opiniões”, afirma Alberto Veloso. Hoje, completa o produtor, o filme pode ser considerado “atual e clássico”.

Por meio do roteiro de Daniel Piza para São Paulo – Retratos do Mundo, a cidade é discutida sob os temas Beleza Escondida, Solidões Ligadas e Desordem e Progresso. Os convidados escolheram lugares emblemáticos da cidade para dar seus depoimentos – Mascaro aparece no Marian Palace; Benedito Lima analisa e lembra a história do Largo da Memória; Ab’Saber tece considerações na quadra da Escola de Samba Vai-Vai, na Bela Vista; mas há também as participações do arquiteto Isay Weinfeld, no Hotel Fasano; do chef de cozinha Massimo Ferrari, no Mercado Municipal; e dos jornalistas Roberto Pompeu de Toledo e Erika Palomino, respectivamente, no Estádio do Pacaembu e na marquise do Parque do Ibirapuera. Cada um deles trata das mais diversas questões em torno da complexa capital paulista.

Mais ainda, o filme traz passagens com a cantora Daniela Mercury e com o ator Renato Borghi, assim como dá voz à população quando registra, por exemplo, o então inédito fechamento do tráfego de carros na Avenida 23 de Maio, em 2004, para conceder um dia de lazer na via – assim como ocorre agora aos domingos na Avenida Paulista.

Curiosamente, como conta Alberto Veloso, também responsável pela editora Dezembro XII Edições, uma sinopse inédita escrita por Daniel Piza para a realização de um documentário sobre a história da arquitetura paulistana foi encontrada nos arquivos da produtora. “Vamos começar a trabalhar a captação de recursos para o filme”, diz o produtor, que contará com apoio de Simonsen no projeto. Segundo eles, o cineasta Cláudio Kahns foi convidado para dirigir a nova obra.

SÃO PAULO – RETRATOS DO MUNDO

Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca. Shopping Frei Caneca, 569, 3º Piso. Hoje, 21h30. Entrada gratuita, com ingressos limitados

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX