Reuters
Reuters

Salto alto é alvo de polêmica no Festival de Cannes

Organização do evento desmentiu o rumor, mas assunto tomou conta do dia

O Estado de S. Paulo

19 Maio 2015 | 14h36

O Festival de Cannes foi alvo de uma polêmica nesta terça-feira, 18, baseada em um rumor, desmentido pela organização, envolvendo uma suposta proibição de sapatos baixos para as mulheres em sua famosa escadaria.

"O rumor segundo o qual o festival de Cannes exige salto alto para as mulheres é infundado", esclareceu em um tuíte o diretor artístico do festival, Thierry Frémaux.

Os convites de gala informam, sem mais detalhes, sobre a necessidade de utilização de "smoking, vestido de festa", sem mencionar a altura dos saltos.

No entanto, as redes sociais estavam nesta terça-feira repletas de comentários depois que a revista Screen denunciou que na véspera várias convidadas haviam sido proibidas de entrar por não estarem usando salto alto.

O tema invadiu inclusive uma coletiva de imprensa do elenco do filme Sicario, do diretor canadense Denis Villeneuve, com Emily Blunt, Benicio Del Toro e Josh Brolin

"Francamente, todos deveriam usar sapatos baixos", disse Blunt, que chegou caminhando com dificuldade justamente por estar usando saltos muito altos.

"Não deveríamos usar saltos altos", comentou a atriz britânica em resposta à pergunta de um repórter.

Villeneuve se apressou em acrescentar, desencadeando um riso generalizado: "Em sinal de protesto, Benicio, Josh e eu vamos subir a escadaria de salto alto nesta noite".

O diretor Asif Kapadia, do documentário Amy, sobre a cantora Amy Winehouse, somou-se à polêmica afirmando em um tuíte que sua esposa também teve o mesmo problema, mas que finalmente conseguiu entrar na sala.

Mais conteúdo sobre:
Festival de Cannes Cinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.