1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Produtora de 'Garganta Profunda' perde processo contra produtores de 'Lovelace'

NATE RAYMOND - REUTERS

26 Agosto 2014 | 21h 20

Os donos dos direitos do célebre filme pornográfico "Garganta Profunda" perderam um processo em que acusavam os produtores da cinebiografia "Lovelace", de 2013, de violação de direitos autorais.

O juiz distrital Thomas Griesa na corte federal em Manhattan, em um decreto publicado na terça-feira, rejeitou o processo de 10 milhões de dólares da Arrow Productions Ltda contra os produtores do filme que estrelou Amanda Seyfried, e a distribuidora, a Weinstein Company.

A decisão acontece mais de um ano depois de o juiz recusar o bloqueio do lançamento de "Lovelace", um filme biográfico de audiência restrita a maiores de idade, que conta a história da vida da estrela de "Garganta Profunda" Linda Lovelace.

Enquanto a Arrow Productions reclama que "Lovelace" copiou três cenas-chave do filme de 1972, Griesa concluiu que o longa as recriou de maneira justa perante a lei federal de propriedade artística e intelectual.

"Aqui, a corte acredita que o uso, ou recriação das três cenas de 'Garganta Profunda' constitui um uso transformativo, acrescentando uma nova perspectiva, crítica, sobre a vida de Linda Lovelace e a produção de 'Garganta Profunda'", escreveu Griesa.

O juiz também rejeitou outros pedidos da Arrow, incluindo quebra e diluição de marca registrada. A companhia detinha as marcas de "Garganta Profunda" e "Linda Lovelace".

Evan Mandel, advogado da Arrow Productions, disse que estava "revisando as decisões e considerando uma apelação".

Juntamente com a Weinstein Company, os acusados no processo incluem as produtoras Millenium Films e a United Entertainment.

Tom Ferber, advogado que defende os acusados no processo, disse que seus clientes acreditavam que "a lei de propriedade intelectual, reconhecendo a importância de biografias críticas como 'Lovelace', suporta a nossa posição de que o filme não infringiu os direitos de ninguém, e estamos satisfeitos que a corte concorda conosco".

"Lovelace" conta a história dos anos de formação da estrela pornô Linda Lovelace (cujo nome de batismo era Linda Boreman), interpretada por Seyfried, seu casamento cheio de abusos com Chuck Traynor, interpretado por Peter Sarsgaard, e seu trabalho em "Garganta Profunda".

O filme estreou no Festival de Sundance, em janeiro de 2013 e foi lançado nos Estados Unidos em agosto.