1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Pela segunda vez, Oscar não terá concorrentes negros entre atores, atrizes e diretores

- Atualizado: 15 Janeiro 2016 | 09h 52

Cheryl Boone Isaacs, a primeira presidente negra da Academia, aplaudiu a discussão: 'necessitamos adotar mais ações para garantir que a indústria seja mais inclusiva'

Pelo segundo ano consecutivo, o Oscar não terá concorrentes negros entre os atores, atrizes e diretores, segundo o anúncio realizado nesta quinta-feira, 15, em Los Angeles. A hashtag #OscarsSoWhite ('Oscar muito branco') bombou nas redes sociais, com muitos usuários protestando pela falta de diversidade.

"Talvez tenham repetido #OscarsSoWhite porque Hollywood gosta das sequências", ironizou Jessica Goldstein, do blog ThinkProgress.

"Houve mais diversidade em 1936, durante os Jogos Olímpicos de Berlim", quando a cidade já estava sob o regime nazista, comentou o internauta Richard Hine em sua conta no Twitter.

Idris Elba em 'Beasts of no Nation'
Idris Elba em 'Beasts of no Nation'
A polêmica começou no ano passado, quando a diretora de Selma, Ava DuVernay, e seu protagonista, David Oyelowo, não apareceram entre os indicados ao Oscar pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

O filme, baseado na luta de Martin Luther King pelo reconhecimento dos direitos civis da comunidade negra, foi um sucesso de crítica.

Este ano, Will Smith e Idris Elba pareciam cotados por Um Homem entre Gigantes e Beasts of No Nation, respectivamente.

O mesmo caso ocorreu com Straight Outta Compton: A História do N.W.A, um sucesso de bilheteria nos Estados Unidos sobre as origens do grupo de "gangsta".

O protagonista de Creed, Michael B. Jordan, também era um forte candidato, mas foi seu companheiro de elenco, Sylvester Stallone, que obteve a indicação.

Cheryl Boone Isaacs, que em 2013 se tornou a primeira presidente negra da Academia, aplaudiu a discussão: "necessitamos adotar mais ações para garantir que a indústria (do cinema) seja mais inclusiva".

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX