1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Para crítico, cineastas precisam mostrar trabalhos que reinventem produção

Luiz Carlos Merten - O Estado de S. Paulo

03 Setembro 2014 | 03h 00

Charles Tesson dá conselhos aos participantes de Cannes

BRASÍLIA - Crítico prestigiado - foi redator-chefe de Cahiers deu Cinéma -, o francês Charles Tesson ocupa hoje outra posição importante. É o delegado da Semana do Crítica do Festival de Cannes. Isso significa que é o curador de uma mostra paralela que, nos últimos anos, tem sido vitrine para a descoberta de novos talentos, inclusive do cinema brasileiro. Tesson participa como jurado do 3º BIFF, Brasília International Film Festival. Ele também teve um encontro - com estudantes e profissionais da área para responder a uma pergunta que muito jovem deve se fazer. Considerando-se que a seleção da Semana é voltada por novos diretores, o que se deve fazer para ser selecionado?

"O melhor que posso dizer é que os pretendentes evitem aquilo que, em geral, se considera a fórmula da Semana. Se o filme tem muito a cara da seção, a tendência é deixá-lo de fora. A melhor indicação para os novos diretores é: sejam originais." Filmes autorais, quase sempre pequenos. "Há hoje uma tendência entre os jovens de reproduzir, criticamente, o cinema de gênero. Isso é atraente, mas não garante lugar na seleção para ninguém. Na verdade, não existem cotas na Semana. Não nos sentimos obrigados a exibir filmes de todos os continentes a cada ano. Num ano, podemos ter um ou dois filmes da América Latina, da Ásia e, no outro, não ter nenhum. No momento, há um interesse pelos novos talentos europeus, porque a crise econômica tem levado os autores, principalmente os mais jovens, a ter de reinventar tudo, até formas de produção."

Colaboradores de Tesson visitam regularmente a Mostra de Tiradentes, que, principalmente por meio da Aurora, firmou-se como o grande centro de exibição e discussão do cinema de jovens autores. "Nunca fui a Tiradentes, mas ouço sempre que o clima da mostra é acolhedor e os jovens autores são muito articulados em defesa de suas propostas. Temos levado alguns desses novos para a Semana, e não apenas longas. Os curtas, também." A Semana integra-se ao Festival de Cannes, mas não participa da seleção oficial, formada pela competição e pela mostra Un Certain Regard. Há grande expectativa pelo que deve ocorrer em Cannes, após a saída de Gilles Jacob. O deste ano foi seu último festival como presidente, já que, como ele diz, "não queria morrer no palco". Isso pode colocar em perigo seu delfim, Thiérry Frémaux, que faz a seleção oficial.

Christian iglesias/La Tercera
Tesson. Ex-redator chefe da "Cahiers du Cinema", ele está no júri do Festival de Brasília

"Pierre Lescure está assumindo com um discurso contemporizador. Um dos fundadores de Canal Plus, ele virou uma referência de produção na França e no mundo. É evidente que, com o tempo, vai imprimir sua marca e fará mudanças, como o próprio Gilles fez, mas não creio que isso vá ocorrer imediatamente. O festival tem uma estrutura muito operante e Thiérrry há tempos se distanciou da sombra de Gilles para alçar voo próprio. Ele tem estado sob fogo cruzado", observa. "Muita gente critica a seleção oficial, mas Cannes é o maior festival do mundo e isso é normal. Algo terá de mudar, é certo, mas Pierre (Lescure) ainda não fez nenhum movimento para sinalizar o quê. Nós, da Semana, temos autonomia em relação a ele, embora estejamos interligados. E Gilles permanece num cargo honorífico e na presidência da Cinéfondation. Por sua natureza, destinada a desenvolver e estimular novos talentos, novas oportunidades, a Cinéfondation é próxima em espírito da Semana."

Na visão de Charles Tesson, como foi o Festival de Cannes deste ano? Algum grande filme que o tenha encantado particularmente? "Gostei muito do novo David Cronenberg, Maps to the Stars, vendido como um filme sobre Hollywood, mas que é mais complexo. O próprio David o compara a O Lobo de Wall Street (de Martin Scorsese). É um filme sobre competição e dinheiro, sobre o culto do sucesso."

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo