'Os Muppets 2 - Procurados e Amados' chega aos cinemas

Ricky Gervais, Tina Fey e Ray Liotta participam do longa

Flávia Guerra, O Estado de S. Paulo

26 Junho 2014 | 09h00

Depois da aventura de Os Muppets (2011), Kermit, o sapo que para os fãs brasileiros da série, criada nos anos 1970, vai ser sempre o Caco, a diva Miss Piggy e toda a trupe voltam à cena em Os Muppets - Procurados e Amados

Desta vez, eles conseguem um novo empresário, Dominic Badguy (vivido pelo ótimo Ricky Gervais), que promete finalmente dar a eles a chance de fazer uma turnê mundial. E é exatamente a turnê que desencadeia a comédia de erros que faz de Os Muppets 2 – Procurados e Amados uma bem-sucedida sequência. 

Por falar em sequência, é a referência, e a ironia o fato de estarem justamente pegando carona no sucesso do primeiro filme da trupe, uma das melhores qualidades de Os Muppets 2. “Uma sequência. É mais um musical. Foi um pedido popular. Uma sequência. Em Hollywood é natural. As continuações nunca chegam aos pés do original. Uma sequência. O estúdio decidiu que a franquia é legal.” Só pela brincadeira com a ‘tendência’ das continuações de grandes sucessos, Os Muppets já merece uma terceira sequência. 

Dirigido por James Bobin (de Muppets 1 e Alice no País das Maravilhas 2), o filme continua divertido e fazendo a alegria do público infantil.Mas tem também os destaques mais adultos, que ficam por conta das participações especiais de nomes como Salma Hayek, Ty Burrell (o investigador francês da Interpol) e Ray Liotta (companheiro de prisão de Kermit). E por que Kermit teria um companheiro de prisão? Vamos à trama criada pela dupla Bobin e Nicholas Stoller(de As Viagens de Gulliver). Depois que o empresário convence a turminha, os Muppets caem em uma armadilha bolada pelo maior criminoso da história, o assaltante de joias Constantine, um sapo (quase) igual a Kermit. A única diferença é uma pequena verruga que ele esconde com maquiagem. Verde, é claro. Constantine manda Kermit para um presídio de segurança máxima na Sibéria, controlado pela ‘generala’ Nadya (Tina Fey). Obviamente ela cai de amores por Kermit e o convence a dirigir um musical na prisão. Enquanto isso, os Muppets começam a notar atitudes estranhas do falso Kermit, como, por exemplo, deixá-los fazer tudo que querem e estar apaixonado demais por Miss Piggy. 

Já o investigador da Interpol (Ty Burrell) não vai deixar essa história tão mal resolvida. Entre uma trapalhada e outra, Muppets traz números musicais, piadas nonsense que tanto seduzem o público e mais participações especiais. Ponto para a técnica de fantoches, que, em tempos de super animações 3D, ainda conserva a nostalgia e o artesanal desta trupe que, mesmo numa sequência continua tão divertida quanto no filme original.

Confira o trailer de Os Muppets - Procurados e Amados

Mais conteúdo sobre:
Muppets Cinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.