1. Usuário
Assine o Estadão
assine

No Dia do Professor, conheça 10 filmes sobre a difícil arte de ensinar

Marcio Claesen - estadão.com.br

15 Outubro 2012 | 09h 27

Na periferia de Paris, de São Paulo ou de cidades norte-americanas, professores enfrentam alunos desmotivados e tentam mudar suas histórias

De colégios internos a escolas da periferia, eles lidam com realidades distintas. Mestres da virtude em outros tempos, professores acuados dentro da própria sala de aula, hoje em dia. Seus alunos chegam carregados de esperança ou, em inúmeras vezes, de problemas, e acabam por despertar-lhes o interesse bem além da sala de aula.

No Dia do Professor, conheça alguns exemplos de educadores que persistiram superando obstáculos com um único intuito: formar cidadãos melhores. Com métodos tradicionais ou pouco ortodoxos, esse professores fizeram história nas telas - e também na vida, uma vez que alguns dos longas a seguir são baseados em fatos reais.

Ao Mestre com Carinho

(de James Clavell, 1967)

Desempregado, o engenheiro Mark Thackeray (Sidney Poitier) acaba por lecionar em uma escola no East Wend de Londres formada por alunos pobres e sem disciplina. O professor sofre um bocado na mão deles, mas, aos poucos, consegue impor respeito e ganhar a amizade dos estudantes. A canção que leva o nome original do filme, To Sir with Love, da cantora Lulu (que também participa do longa), ficou por cinco semanas no topo da parada norte-americana. Um clássico das sessões vespertinas da TV.

 

 

Primavera de uma Solteirona

(de Ronald Neame, 1969)

Na Edimburgo dos anos 1930, a professora Jim Brodie (Maggie Smith) ignora o currículo escolar de um colégio para garotas e ensina suas pupilas sobre o que acredita prepará-las para a vida, como o amor e a arte. Uma das moças, no entanto, a trai e a própria educadora acaba por aprender uma lição da vida. O filme deu a Maggie Smith o Oscar de melhor atriz.

 

 

Sociedade dos Poetas Mortos

(de Peter Weir, 1989)

O australiano Peter Weir dirige esse drama sobre um professor, John Keating (Robin Williams), que instiga seus alunos a aproveitarem a vida da melhor forma possível, transformando suas vidas por meio da poesia. O longa ajudou a popularizar o provérbio 'carpe diem' (do latim, 'aproveitem o dia'). Filme que revelou três atores que interpretam os pupilos de Keating: Ethan Hawke, Robert Sean Leonard e Josh Charles.

 

 

Mentes Perigosas

(de John N. Smith, 1995)

Michelle Pfeiffer interpreta a professora Louanne Johnson que, após ser hostilizada pelos alunos de uma escola na periferia, aposta em métodos pouco convencionais, como o karatê, para ensiná-los. O longa, baseado em uma história real, ficou famoso pela canção Gangsta’s Paradise, do rapper Coolio.

 

 

Ser e Ter

(de Nicolas Philibert, 2002)

O documentário de Nicolas Philibert acompanha a rotina de um dedicado professor, George Lopez, no interior da França. Crianças entre 4 e 11 anos dividem a mesma sala de aula do Ensino Fundamental e aprendem a ler, escrever e se relacionar. Indicado a vários prêmios, como o César, (o Oscar francês), o longa tem sido estudado e mostrado em escolas de várias partes do mundo.

 

Half Nelson

(de Ryan Fleck, 2006)

Numa escola do Brooklyn, Nova York, frequentada majoritariamente por alunos negros e latinos, o professor Dan Dunne (Ryan Gosling) ensina História e é técnico do time de basquete feminino. Dunne, que é viciado em drogas, deixa a disciplina de lado e se concentra em discutir filosofia e dialética com os estudantes. O filme centra-se em sua relação com Drew (Shareeka Epps), uma aluna de 13 anos frustrada com a vida que leva. Gosling recebeu uma indicação ao Oscar de melhor ator.

 

 

Pro Dia Nascer Feliz

(de João Jardim, 2006)

Enquanto nos colégios de classe alta de São Paulo, jovens sentem a pressão dos últimos exames do ano, no grande Rio, interior de Pernambuco ou na periferia paulista, alunos professores desmotivados faltam às aulas, escolas enfrentam situações precárias e alunos transformam o ambiente escolar no único compromisso social que têm na semana. Neste documentário angustiante, João Jardim ajuda a traçar um retrato obre a situação escolar do país. 

 

 

A Onda

(de Dennis Gansel, 2008)

O professor Rainer Wenger (Jürgen Vogel) propõe uma experiência a seus alunos para demonstrar como seria a vida em um governo totalitário. Entusiasmados, os alunos e o mestre formam um grupo, chamado de "A Onda". O experimento, no entanto, toma proporções mais sérias e foge ao controle de Wenger. O longa é baseado em uma história verídica que aconteceu em um colégio em Palo Alto, Califórnia, em 1967.

 

 

Entre os Muros da Escola

(de Laurent Cantet, 2008)

A exclusão social e a relação entre professor e aluno são temas deste longa que se passa numa área pobre nos arredores de Paris. O protagonista é vivido por François Bégaudeau, que ajudou a adaptar seu livro que continha experiências suas como educador nas sala de aula. Impactante, o longa recebeu inúmeros prêmios, como a Palma de Ouro no Festival de Cannes e a indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

 

 

Preciosa

(de Lee Daniels, 2009)

Pobre, grávida pela segunda vez de um filho do próprio pai e vivendo com a mãe que a agride, Claireece Jones, ou simplesmente Precious (Gabourey Sidibe), trilhava um caminho inescapável para a infelicidade. Em sua trajetória surge, entretanto, a professora Ms. Rain (Paula Patton) que, lecionando para garotas 'fora da curva', faz com que Precious descubra sua auto-estima e lute por um novo recomeço de sua vida. O longa, baseado em fatos reais, conquistou seis indicações ao Oscar e levou dois prêmios: melhor roteiro adaptado e melhor atriz coadjuvante para Mo'Nique, a intérprete da detestável mãe da protagonista.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo