Damon Winter/The New York Times
Damon Winter/The New York Times

Netflix anuncia documentário sobre controverso livro de Gay Talese

O documentário se chamará Voyeur e estreará em outubro no Festival de Cinema de Nova York

EFE

24 Agosto 2017 | 11h01

A Netflix está preparando um documentário sobre o controverso livro O Voyeur, do jornalista americano Gay Talese, informou na quarta-feira, 23, o site da revista Variety.

Símbolo do "new journalism", Talese publicou em 2016 um livro que relatava as supostas cenas, majoritariamente sexuais, testemunhadas por Gerald Foos, o antigo proprietário de um motel de Colorado, nos Estados Unidos, que espiava seus inquilinos.

No entanto, uma investigação posterior do jornal Washington Post revelou incoerências que questionavam a veracidade do que foi narrado por Talese, o que suscitou uma notável polêmica no mundo editorial e levou o autor a revisar sua pesquisa e seu livro.

O documentário se chamará Voyeur e estreará em outubro no Festival de Cinema de Nova York, antes de passar para o catálogo da Netflix.

"É uma honra incrível ser capaz de acrescentar o novo capítulo desta fascinante história. O Festival de Cinema de Nova York é o lugar perfeito para estrear este filme sobre o lendário jornalista nova-iorquino Gay Talese. E estamos muito emocionados de lançar Voyeur globalmente com a Netflix", declararam os diretores do documentário, Myles Kane e Josh Koury.

A Netflix também anunciou hoje que prepara um documentário sobre outra jornalista de renome, a americana Joan Didion.

Mais conteúdo sobre:
Netflix Gay Talese

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.