'Metamorfose' vence Festival de Cinema e Vídeo Ambiental

Documentário sobre a região de Ural, na Rússia, uma das mais radioativas da Terra, levou o prêmio Cora Coralina

Flavia Guerra , O Estado de S. Paulo

01 Junho 2014 | 19h50

O documentário Metamorfose, do alemão Sebastian Mex, foi escolhido pelo júri oficial com o melhor filme do 16º Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), um dos mais importantes do segmento no Brasil e no mundo. O FICA anunciou os vencedores da edição 2014 de sua mostra competitiva na tarde de domingo,1º de junho, na Cidade de Goiás.

Rodado em um lugar ermo na região sul de Ural na Rússia, Metamorfose narra a saga de pessoas que vivem em um dos pontos mais radioativos da terra.  O local,  que ganhou fama mundial, foi irradiado repetidamente por diferentes acidentes da usina nuclear Mayak, a primeira fábrica para a produção de material físsil para armas nucleares da União Soviética, que ainda está em operação.  Mais do que um filme investigativo, Metamorfose traduz por meio de imagens um perigo que não é visualmente perceptível. Ao mesmo tempo, o longa retrata a força das pessoas que lutam para manter suas vidas em condições extremas.

Além  dos  filmes  em  competição,  o  FICA  contou com shows  de  Gal  Costa,  Nação Zumbi e Pato Fu, além de seminários, palestras, cursos e debates. Entre  os longas  nacionais,  foram  selecionados  um  longa-metragem,  sete  curtas- metragens  e  cinco  filmes  goianos.  Entre  os  selecionados  internacionais, houve sete longas-metragens, quatro médias-metragens e oito curtas-metragens.

Para esta edição, foram  inscritos  mais  de  453  filmes. Destes,  258  estrangeiros  e  195  brasileiros. Entre os países com filmes selecionados para edição deste ano,  estão obras da França, Itália, Argentina, Estados Unidos, Alemanha, Dinamarca e Bélgica, além do Brasil.

CONFIRA A LISTA DOS PREMIADOS

GRANDE PRÊMIO CORA CORALINA PARA A MELHOR OBRA:

'METAMORFOSE'

DIRETOR: Sebastian Mez

PAÍS: Alemanha

MENÇÃO HONROSA:

'EXPEDIÇÃO AO FIM DO MUNDO'

DIRETORES: Daniel Dencik

PAÍS: Dinamarca

'CENTRAL NUCLEAR'

DIRETORA: Helena Hufnagel

PAÍS: Alemanha

MELHOR LONGA-METRAGEM:

'O MENINO E O MUNDO'

DIRETOR: Alê Abreu

PAÍS: Brasil

'MATERIA OSCURA'

DIRETORES: Massimo D'Anolfi e Martina Parenti

PAÍS: Itália

MELHOR MEDIA-METRAGEM:

'CARBON CROOKS'

DIRETOR: Tom Heinemann

PAÍS: Dinamarca

MELHOR CURTA-METRAGEM:

'WIND'

DIRETOR: Robert Löbel

PAÍS: Alemanha

MELHOR PRODUÇÃO GOIANA:

'VIAGEM NA CHUVA '

DIRETOR: Wesley Rodruigues

'AINDA QUE SE MOVAM OS TRENS'

DIRETORES: Marcela Borela, Henrique Borela e Vinicius Berger

PRÊMIO DE MELHOR FILME PELA IMPRENSA:

'O MENINO E O MUNDO'

DIRETOR: Alê Abreu

PAÍS: Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.