1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

'Loving Vincent', animação sobre Van Gogh, usa seus personagens

- Atualizado: 19 Fevereiro 2016 | 10h 55

Longa é pioneiro ao utilizar pinturas a óleo em todas as imagens; confira o vídeo

Um dos mais famosos pintores da história terá sua vida – e também a morte controversa – explorada no longa-metragem “Loving Vincent”. O enredo da animação britânica e polonesa é baseado nas mais de 800 cartas escritas pelo próprio Vincent Van Gogh, e os relatos devem ser narrados pelos personagens das obras do artista holandês.

O produtor e co-diretor do projeto, Hugh Welchman, explica que para desenvolver o filme, primeiramente, foi necessário fazer gravações com atores, os quais interpretavam os personagens da tela de Van Gogh. “Nós escolhemos as mais famosas obras para reconstruir a história do pintor, e contamos com a ajuda de atores para criar as cenas. Jerome Flynn (o Bronn de ‘Games of Thrones’), por exemplo, assumiu o papel do Dr. Gachet.”, explica Welchman.

Depois de gravadas as cenas, cada imagem do filme recebia uma pintura a óleo, seguindo o estilo de Van Gogh. No total devem ser feitas 62.450 pinturas individuais. Não à toa o trabalho conta com uma equipe de 65 pintores na Polônia e 20 na Grécia. Essa técnica é utilizada pela primeira vez na história do cinema mundial em um filme de animação.

 
 

A ideia do projeto veio da jovem polonesa Dorota Kobiela, que não sabia se voltava os esforços para o trabalho com animação, ou se dedicava seu tempo para as pinturas a óleo. Ela, então, resolveu unir as duas paixões.

Welchman conheceu Dorota na Polônia, logo após desenvolver o filme ‘Pedro e o Lobo’ – vencedor do Oscar de melhor curta de animação em 2008. “Por ter ganhado o Oscar, o Ministério da Cultura polonês me chamou para fazer um filme sobre as músicas do Chopin. Eu aceitei. Quando procurava profissionais da animação para realizar o trabalho, acabei conhecendo Dorota.” Desde 2012, ao saber do projeto de “Loving Vincent”, Welchman passou a dedicar tempo integral para o longa.

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX