Mike Blake/Reuters
Mike Blake/Reuters

Harvey Weinstein é demitido após casos de assédio sexual

Ao menos oito mulheres acusaram o produtor cinematográfico, em um período de 30 anos

AP

08 Outubro 2017 | 21h14

O produtor cinematográfico Harvey Weinstein foi demitido, neste domingo, 8, de seu estúdio de cinema, a Weinstein Co., em resposta a relatos de que ele abusou sexualmente de mulheres há décadas. “À luz de novas informações sobre má conduta de Harvey Weinstein que surgiram nos últimos dias, os diretores da The Weinstein Co. – Robert Weinstein, Lance Maerov, Richard Koenigsberg e Tarak Ben Ammar – determinaram e informaram que o contrato de emprego de Weinstein com The Weinstein Co. está encerrado imediatamente”, disse o conselho da empresa em comunicado divulgado ontem.

O jornal The New York Times informou na semana passada que Weinstein foi acusado de assédio sexual por pelo menos oito mulheres.

Mais conteúdo sobre:
Harvey Weinstein

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.