Claudio Onorati/EFE
Claudio Onorati/EFE

Frances McDormand brilha em filme sobre mãe em busca de justiça

Em 'Três Anúncios Para Um Crime', atriz enfrenta o chefe de polícia, vivido por Woody Harrelson, tentando descobrir quem estuprou e matou sua filha

Lisa Keddie e Robin Pomeroy/Reuters, O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2017 | 22h39

LONDRES - O Festival de Cinema de Londres terminou no domingo com um filme de humor negro violento e repleto de blasfêmias estrelado por Frances McDormand, que faz o papel de uma mãe de cidade pequena que busca Justiça para sua filha assassinada e que já está sendo cotada como possível indicada para o Oscar.

Ao final de uma quinzena de exibições eclipsada por uma avalanche de acusações contra Harvey Weinstein, um magnata de Hollywood, o diretor e roteirista Martin McDonagh disse estar feliz de encerrar o festival com Três Anúncios Para Um Crime, que classificou como “o chamado filme descolado” com uma mulher em seu centro.

“Eu quis sobretudo criar uma protagonista realmente forte para um filme, então tive essa ideia de uma mãe muito revoltada que vai à guerra com o departamento de polícia local”, disse McDonagh à Reuters no tapete vermelho da Praça Leicester de Londres.

“Assim que pensei que Frances seria a pessoa perfeita para ele, (o roteiro) quase se escreveu sozinho.”

Frances alcançou a fama global com Fargo, outra comédia sombria que transcorre em uma cidade pequena na qual ela interpreta uma chefe de polícia do Estado norte-americano da Dakota do Norte, papel que lhe rendeu um Oscar de melhor atriz em 1997.

Em Três Anúncios Para Um Crime, sua protagonista decide confrontar o chefe de polícia, vivido por Woody Harrelson, alugando outdoors e publicando anúncios para criticá-lo por não conseguir encontrar o criminoso que estuprou e assassinou sua filha.

Mais conteúdo sobre:
cinema Frances Mcdormand Woody Harrelson

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.