Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Filme desaparecido de Georges Méliès é finalmente encontrado na República Tcheca

Curta "Match de Prestidigitation" estava identificado com nome errado; obra deve passar a ser exibida junto ao catálogo do Arquivo Nacional de Cinema de Praga

Rafael Gonzaga, especial para O Estado, O Estado de S.Paulo

12 Outubro 2016 | 21h00

Pesquisadores anunciaram na última terça-feira (11) que um filme dirigida pelo consagrado diretor francês Georges Méliès (1861-1958) foi encontrada. A obra chamada "Match de Prestidigitation" foi rodada em 1904 e, até então, acreditava-se estar perdida, mas foi enfim encontrada no Arquivo Nacional de Cinema (NFA) de Praga, na República Tcheca.

De acordo com o jornal britânico "The Guardian", o motivo de o curta de dois minutos de duração ter permanecido escondido por tanto tempo se deu pelo fato de que ele estava em uma lata identificado de forma errada, como sendo outra obra. A lata havia sido cedida ao instituto por um doador anônimo. 

"Match de Prestidigitation" é um curta mudo que apresenta um mágico que se divide em duas partes e, a partir daí, narra as peripécias dele para conseguir se unir novamente. A porta-voz do NFA, Jana Ulipova, disse que a intenção é a de que o filme seja incorporado ao arquivo de obras do cineasta na instituição, que conta atualmente com 22 filmes de Méliès.

"A lata estava intitulada como 'Les Transmutations Imperceptibles', título de outro trabalho de Méliès, mas nosso especialista imediatamente percebeu que se tratava de outro filme. Com base em análises detalhadas e em pesquisa na Biblioteca Nacional da França, entre outros lugares, podemos dizer com certeza que é 'Match de Prestidigitation', que até agora era considerado perdido", afirmou Ulipova.

O cineasta Georges Méliès foi responsável por tirar do papel mais de 500 filmes entre 1896 e 1912 e é até hoje considerado o precursor de inúmeros  avanços técnicos e narrativos. Seu filme "Viagem à Lua", uma de suas obras mais famosas, é considerado por muitos como o primeiro filme de ficção científica da história. Infelizmente, grande parte dos filmes feitos Méliès, que morreu em 1938, foram perdidos.

Mais conteúdo sobre:
Georges Méliès Praga

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.